Notícias

Grid List

Amigos de Lagos recordam os 27 fundadores do Grupo. O dia 27 de Janeiro, data em que, em 1573, D. Sebastião elevou Lagos à categoria de cidade, é também de aniversário do Grupo de Amigos de Lagos, que acaba de completar 27 anos de vida ao serviço da comunidade.

No almoço comemorativo, que decorreu no restaurante Dom Vinho, Luísa Novais recordou os 27 fundadores do Grupo e leu um poema recebido do escritor lacobrigense João Murty.

O Grupo dos Amigos de Lagos tem a sua sede na Rua Cândido dos Reis, 90 (frente ao Cinema) e mantém-na aberta, de segunda a sexta-feira, entre as 15 e 16.30 horas. Entre as muitas iniciativas anunciadas para o corrente ano, destaca, já no próximo dia 6 de Fevereiro, pelas 17 horas, na Biblioteca Dr. Júlio Dantas o início de um novo ciclo de Encontros de 5ª Feira, desta vez dedicado e “Lagos e o Mar”.

Grupo Amigos de LagosGrupoAmigosLagos

Inaugura, no dia 01 de fevereiro, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal Álvaro de Campos, a exposição “A Voice to a Voice”, a qual poderá ser visitada até dia 29 do mesmo mês.

O Programa Internacional de Partilha de Gravuras (Internacional Print Exchange Programme - IPEP) escolheu a artista Isabel Macieira para organizar a exposição, em Portugal, a qual inclui 40 gravuras de vários artistas, nomeadamente, da própria. Os trabalhos são de pequena dimensão e têm como tema “a voice to a voice” que propõe a ideia de diálogo e conexão entre diferentes indivíduos. 

O IPEP é uma iniciativa sem fins lucrativos, através do qual os impressores compartilham o seu trabalho em todo o mundo. Os participantes exibem, individualmente, o portfólio compilado na sua área geográfica, juntamente com as gravuras dos restantes artistas que integram este programa. Esta forma de expor tem como objetivo impulsionar o trabalho em rede, assim como criar a consciência sobre a gravura como forma de arte comum.

Esta ação ocorre, desde 2013, em 36 países e conta com a participação de 160 autores, os quais contribuíram para a exibição de mais de 65 exposições.

Acerca de Isabel Macieira

Nasceu, em Lisboa, em 1957, tendo vindo viver para Tavira, em 1985.

Foi professora de Educação Visual e Desenho, no 3.º ciclo e ensino secundário, entre 1982 e 2014.

Desenvolve, desde 1990, uma carreira como artista plástica com participação em várias exposições coletivas e individuais em Portugal e no estrangeiro.

Em 2009, fundou, em Tavira, a Casa 5 – Associação de Artes Plásticas e Visuais, onde organiza e participa em diversos projetos de índole local e estabelece parcerias com outras entidades com vista ao desenvolvimento de projetos culturais conjuntos, como é o caso do projeto “Artalaia” e “Tavira Ilimitada”.

Paralelamente, estuda História de Arte Portuguesa, tendo concluído o grau de mestre, nesta área, em 2007, na Universidade do Algarve. É autora do livro “A Arte Sacra em Tavira, séculos XV a XX” editado, em 2004, pela Câmara Municipal de Tavira.

Mun de TaviraExposicaoVoice

No sentido de contribuir para o bem-estar físico e psíquico dos seniores do concelho, o Município de Olhão convidou, no passado dia 16 de janeiro, 50 alunos das classes de Ginástica Sénior, a participarem nas III Jornadas de Envelhecimento Saudável – Viver Bem, Envelhecer Melhor, organizadas pela Universidade do Algarve.

Esta é uma iniciativa na qual o Município marca presença desde o início. Nas duas edições anteriores, estiveram presentes os alunos das classes da Ginástica Sénior de Quelfes e da Fuseta. No ano passado, o Município também participou, promovendo uma aula de ginástica de demonstração direcionada para esta faixa etária.

Nestas jornadas, foram abordados temas como exercício físico, sinais de alerta do acidente vascular cerebral, visão: cuidados básicos e sinais de alerta, nutricionismo, medicação, demência, cuidados familiares, viagens e turismo social.

Esta ação de sensibilização e informação é mais uma das várias atividades dinamizadas pela autarquia junto dos seniores olhanenses desenvolvida no sentido de melhorar a autoestima, fortalecer as relações interpessoais e combater o isolamento.

Mun de OlhãoEnvelhecimentoOlhao1

 

 

 

O Forum Algarve, centro gerido pela Multi Portugal, premiou, na passada sexta-feira, dia 24, as escolas vencedoras do concelho de Faro que durante o mês de dezembro aceitaram o desafio de decorar animais marinhos em 3D.

O concurso inter-escolas, que teve lugar no centro o período de natal, contou com o apoio da Associação Oceanos Sem Plástico para ajudar a espalhar uma mensagem de consciencialização para os mais novos: todos temos um papel fundamental na proteção dos oceanos.

A entrega de prémios, que ocorreu pelas 11h00 no Forum Algarve, galardoou os vencedores das escolas do concelho segundo os diferentes ciclos: do Jardim de Infância, os vencedores foram: 1º lugar - Creche e JI O Relógio, 2º lugar - Creche e JI Arco-Íris e o 3º lugar - Centro de Bem Estar Infantil N. Srª de Fátima (CASCD); do 1ªCiclo: 1º lugar - EB1 do Areal Gordo, 2º lugar - EB1/JI da Conceição e 3º lugar - EB1 do Bom João; e, por fim, do 2ºciclo: 1º lugar - EB 2, 3 Santo António 5ºano, 2º lugar - EB 2, 3 Santo António 6º ano e 3º lugar - EB 2, 3 José Neves Júnior.

Uma exposição que ficou marcada pela sustentabilidade, pela importância da vida nos oceanos e por uma consciencialização para a importância da redução do uso de plástico no dia-a-dia das famílias.

ONMIForumPremioEscolas

 

 

É já no próximo dia 31 de janeiro, pelas 19h00, que o Museu Municipal de Faro irá receber o lançamento da separata "Rui Barreto: a capitania do alcaide-mor de Faro em Azamor (1513-1514)", investigação do historiador algarvio Fernando Pessanha originalmente publicada no volume XLI dos Anais do Município de Faro, de 2019.
 
Segundo o investigador do Arquivo Histórico Municipal António Rosa Mendes, de Vila Real de Santo António, "o lançamento desta separata, publicada pela Editora Guadiana, pretende dar a conhecer a figura de Rui Barreto, alcaide-mor de Faro, vedor da fazenda do Algarve e primeiro capitão de Azamor, logo após a conquista da cidade pelo Duque de Bragança, em 1513. Sem dúvida, uma das figuras mais interessantes  e irreverentes da História dos Algarves de Aquém e de Além-mar dos inícios do séc. XVI".
A iniciativa, dinamizada pela Associação Cívica Tomaz Cabreira e pela Liga Manuel Cabanas, está prevista para as 19h00. A entrada é livre. 
In Tento Trio
CapitaniaAlcaideMorjpegFernandoPessanhajpg

A Unidade Controlo Costeiro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Olhão, ontem, dia 24 de janeiro, apreendeu 152 quilos de bivalves, com um valor estimado de 2 500 euros, em Olhão.

No decorrer da fiscalização que visou a preservação de espécies marinhas, salvaguarda da fauna e flora das zonas costeiras, bem como a captura ilegal de bivalves, foi detetada e fiscalizada uma embarcação de pesca profissional no âmbito do arrasto com ganchorra. Esta detinha 138 quilos de conquilha e 14 quilos de amêijoa branca, não apresentando no momento da fiscalização documentos de registo de captura em conformidade com a legislação em vigor.

Foram elaborados os respetivos autos de contraordenação, puníveis com coimas que podem atingir os 37 500 euros.

Os bivalves, por ainda se encontrarem vivos, foram restituídos ao habitat natural.

GNR-UCCGNROlhaoBivalves

 

A 5.º edição da campanha solidária “Dê troco a Quem Precisa”, de recolha de fundos em farmácias, angariou um apoio monetário de 35.750,07 €, num total de 52.840 donativos. Esta iniciativa do Programa abem: Rede Solidária do Medicamento permitiu, assim, que mais 357 pessoas carenciadas fossem integradas no fundo solidário, passando a ter acesso, durante um ano, a todos os medicamentos prescritos de que necessitam.

A campanha, que decorreu entre 16 e 25 de dezembro, convidou os portugueses a doar o troco resultante das compras efetuadas nas farmácias ao Fundo Solidárioabem:. Este fundo é inteiramente aplicado na aquisição dos medicamentos dos beneficiários da rede, que no final de dezembro eram já cerca de 12 mil, dos quais 13% são crianças*.

Em Portugal, uma em cada 10 pessoas não consegue adquirir todos os medicamentos prescritos pelo médico. «Estamos gratos pela solidariedade que os portugueses demonstraram, mais uma vez, através de uma forte adesão à campanha. Contamos com a ajuda de todos para, até final deste ano, conseguirmos ajudar 20.000 pessoas em situação de carência de medicação», refere Maria de Belém Roseira, uma das embaixadoras da Associação Dignitude, entidade dinamizadora do Programa abem:.

Esta iniciativa contou com o Alto Patrocínio de Sua Excelência, O Presidente da República.

LPMAbem

 

Investigação da Universidade de Aveiro. Incêndios podem afetar qualidade da água em Lisboa.

A qualidade de uma das maiores fontes de abastecimento de água da Área Metropolitana de Lisboa pode estar seriamente comprometida. O alerta é de uma equipa de investigação da Universidade de Aveiro (UA) que aponta como culpados os incêndios que, em 2017, devastaram boa parte da bacia hidrográfica do rio Zêzere e cujas águas alimentam a barragem de Castelo de Bode.

No verão desse ano, cerca de 30 por cento da bacia hidrográfica do rio Zêzere que alimenta a barragem de Castelo de Bode, e cuja água mata a sede a milhões de habitantes de Lisboa e arredores, foi devastada por vários incêndios, elevando assim o risco de degradação da qualidade da água por causa da rápida e descontrolada erosão dos terrenos e consequente incorporação nas águas de sedimentos e nutrientes destas áreas ardidas.

“O aumento da concentração de sedimentos e nutrientes poderá levar ao chamado algae bloom, que corresponde a uma rápida acumulação de algas na barragem, processo vulgarmente denominado de eutrofização”, aponta Diana Vieira, investigadora do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM), uma das unidades de investigação da UA.

O alerta das cientistas do CESAM Diana Vieira e Marta Basso tem como base o trabalho de simulação hidrológica realizado em colaboração com Tiago Ramos e Marcos Mateus, ambos da Universidade de Lisboa. Este trabalho de previsão da qualidade da água, da erosão pluvial e do comportamento das águas subterrâneas teve como base a simulação hidrológica da bacia hidrográfica com a ferramenta SWAT (Soil Water Assessment Tool) para os quatro anos que seguiram o incêndio (2018-2021).

“As simulações demonstraram um aumento substancial na resposta hidrológica e erosiva, assim como um aumento na concentração de nutrientes, representando um potencial risco de eutrofização, deficiência de oxigénio e redução da biodiversidade”, diz Diana Vieira.

Normalmente, explica Diana Vieira, “estes impactos só se sentem nos custos de tratamento de água, que pode aumentar, ou em episódios de interrupção de distribuição”. Mas ao nível dos habitats aquáticos “esses impactos também podem ser verificados especialmente em peixes e comunidades de invertebrados”.

Para minorar os danos da qualidade da água dos lisboetas, aconselha a investigadora, “podem ser aplicados tratamentos de mitigação dos efeitos dos incêndios em áreas da bacia hidrográfica que sejam mais sensíveis à erosão do solo”. Esses tratamentos “podem ser executados com técnicas testadas e aplicadas em todo o mundo, inclusive em Portugal, como a aplicação do mulching”, que consiste na distribuição pelos solos consumidos pelo fogo de uma camada de restos florestais triturados de forma a diminuir a erosão.

UAEstudoAguaLisboa

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 27 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 20 por condução sob o efeito do álcool;
  • Dois por condução sem habilitação legal;
  • Dois por tráfico de tráfico de estupefacientes;
  • Dois por posse de arma proibida.
  1. Apreensões:
  • 50 doses de haxixe;
  • 23 doses de canábis;
  • Duas armas brancas.
  1. Trânsito:

Fiscalização: 490 infrações detetadas, destacando-se:

  • 165 por excesso de velocidade;
  • 76 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 27 relacionadas com iluminação e sinalização;
  • 22 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 22 relacionadas com tacógrafos;
  • 18 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 14 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 11 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças.

Sinistralidade: 18 acidentes registados, destacando-se:

  • Dois feridos graves;
  • Oito feridos leves.

GNR-DCRPGNRDcrp

 

Em 2020 celebra-se o Ano Internacional da Sanidade Vegetal. Neste contexto e em parceria com a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, o Ministério da Agricultura irá assinalar este ano com diversas iniciativas, visando sempre sensibilizar a população de que, “tal como sucede com a saúde humana ou animal, a prevenção também é melhor remédio na proteção das plantas”, clarifica a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, realçando que “as emergências fitossanitárias têm efeitos devastadores na agricultura, na floresta e também nos ecossistemas naturais. Apostar na prevenção é, portanto, determinante”.

Com esta proclamação, em dezembro de 2018, pela Assembleia Geral das Nações Unidas, pretendeu-se contribuir para a consciencialização global sobre o fundamental contributo da sanidade vegetal para erradicar a fome, reduzir a pobreza, proteger o ambiente e impulsionar o desenvolvimento socioeconómico. A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) estima que até 40% das culturas alimentares sejam perdidas anualmente devido a pragas e doenças das plantas.

Sendo um tema que marca a atualidade e representando uma prioridade que supera fronteiras, são desenvolvidas, a nível internacional, normas técnicas que visam a proteção das plantas, garantindo segurança no comércio global de vegetais e produtos vegetais e prevenindo a dispersão de pragas e doenças para novos territórios. Neste domínio, Portugal esteve na génese do primeiro acordo internacional, assinado em 1881, visando, na época, estabelecer normas para se evitar a dispersão da filoxera, que dizimava as vinhas nacionais e europeias. Também a nível da União Europeia, está estabelecido um extenso acervo legislativo que incide sobre a prevenção, controlo e erradicação de pragas e doenças das plantas.

Foi neste contexto, e tendo também em conta os objetivos estabelecidos através do Pacto Ecológico Europeu e da estratégia “Farm to Fork”, que a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, dirigiu uma carta à Comissária da Saúde, Stella Kyriakides, realçando “a delicada situação dos territórios do Sul da União, com grande diversidade de culturas e de espécies florestais e muito expostos à entrada, estabelecimento e dispersão de pragas e doenças nas plantas”, bem como “a importância da sanidade vegetal e da disponibilidade de meios de luta eficazes, amigos do ambiente e seguros para o consumidor, enquanto elementos centrais numa política comum em defesa da agricultura, flores e dos espaços naturais da União Europeia”.

“Num mercado com cada vez menos fronteiras, são muitas as oportunidades, mas também grandes os desafios que se colocam aos nossos agricultores e, consequentemente, a esta área governativa. É essencial é dispor de formas cada vez mais eficazes de proteção fitossanitária, que não comprometam os objetivos que devemos prosseguir na salvaguarda do Ambiente e da saúde do ser humano e dos animais”, sublinha a titular da pasta da Agricultura do XXII Governo que, através deste Ministério e no âmbito do Ano Internacional da Sanidade Vegetal, propõe-se a desenvolver diversas iniciativas, entre as quais:

  • Implementar um conjunto de novas normas legais, tendo em vista uma maior proteção das culturas, das florestas e dos ambientes naturais, com uma forte aposta na prevenção, na implementação de procedimentos que permitam atuar de forma mais eficaz no combate às pragas e doenças das plantas e no aumento da sensibilização e informação sobre estas matérias;
  • Defender, junto da Comissão Europeia, atendendo também aos grandes objetivos do Pacto Ecológico Europeu - o qual inclui um pacote de medidas para uma transição ecológica sustentável e de crescimento da União -, a criação de uma regulamentação harmonizada aplicável à avaliação e colocação no mercado de macro organismos destinados a atuar como agentes de luta biológica na proteção das culturas, reduzindo os possíveis riscos associados à introdução de espécies vivas no ambiente, potenciando o crescimento sustentável desta forma de proteção fitossanitária e fomentando a investigação, inovação e investimento neste domínio;
  • Preparar a revisão de um conjunto de diplomas legais, que incidem sobre a produção, controlo e certificação de sementes de plantas de fruteiras, de jovens plantas hortícolas, de plantas vitícolas, de batata de semente, de plantas e de outros materiais de propagação ornamentais, visando um maior garante da qualidade fitossanitária destes materiais.

“Parte essencial das nossas paisagens e do nosso património natural, as plantas produzem oxigénio, capturam o carbono, fornecem alimentos e bem-estar ao ser humano e aos animais, estando presentes no dia a dia de todas e todos nós. Por tudo isto, a sua proteção é uma das mais nobres missões do Ministério da Agricultura. Com as iniciativas que pretendemos levar a cabo ao longo de todo o ano de 2020, ambicionamos que esta passe a ser uma missão de todas e de todos”, conclui Maria do Céu Albuquerque.

DRAPAlgDirecaoRAPAlg

O Concurso Nacional de Mel prepara agora a sua 11º edição, numa iniciativa da FNAP e da Feira Nacional da Agricultura. As provas terão lugar nos próximos dias 5 e 6 de março de 2020, em Santarém.

Num momento em que o produto Mel Português acaba de ser galardoado como Produto de Excelência pelo Júri do Prémio Nacional de Agricultura 2019, e numa época em que muito se fala sobre a circulação de méis no espaço europeu, e em simultâneo na genuinidade e autenticidade do mel que abastece o mercado, este concurso tem a responsabilidade de promover e proteger o Mel Português.

Aberto a todos os produtores nacionais, individuais ou coletivos continua a dar notoriedade aos méis de excelência que se produzem em território nacional, independentemente da sua dimensão comercial.

Data limite das inscrições: 21 de fevereiro de 2020

Toda a informação em: http://fnap.pt/eventos/concurso-nacional-de-mel/

FNAPConcursoMel1ConcursoMel2

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) vai promover o segundo encontro nacional de sobreviventes de enfarte agudo do miocárdio, no dia 14 de fevereiro, no Auditório do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, na Amadora. A iniciativa surge no âmbito da campanha Cada Segundo Conta e das comemorações do Dia Nacional do Doente Coronário.

“Ao apresentar histórias de vida de pessoas que sobreviveram ao enfarte, acreditamos estar a contribuir para o reconhecimento da importância da atuação face aos sintomas desta doença e a reforçar o papel decisivo da mudança de estilos de vida”, explica João Brum da Silveira, presidente da APIC.

Além da partilha de testemunhos de sobreviventes, a iniciativa vai contar também com palestras sobre o enfarte agudo do miocárdio e como continuar a viver após a doença, ministradas por médicos, enfermeiros e fisiatras.

O enfarte agudo do miocárdio surge quando uma das artérias do coração fica obstruída, fazendo com que parte do músculo cardíaco fique em sofrimento por falta de oxigénio e de nutrientes. Dor no peito, suores, náuseas, vómitos, falta de ar e ansiedade são sintomas de alarme para o enfarte agudo do miocárdio. Não os ignore. Ligue rapidamente 112 e siga as instruções que lhe forem dadas. Para mais informações sobre o enfarte consulte www.cadasegundoconta.pt.

A participação nesta iniciativa é gratuita, mediante inscrição para o email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), uma entidade sem fins lucrativos, que tem por finalidade o estudo, investigação e promoção de atividades científicas no âmbito dos aspetos médicos, cirúrgicos, tecnológicos e organizacionais da Intervenção Cardiovascular. Para mais informações consulte: www.apic.pt

MiligramaEnfarteMiocardio

 

  • Empresas portuguesas preparam-se para participar em duas das principais feiras empresariais do setor, a IPM Essen e a Fruit Logistica.
  • Alemanha é o quinto principal mercado para as exportações de frutas, legumes e flores nacionais.

Nas próximas duas semanas, a Portugal Fresh, Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de Portugal desloca-se à Alemanha para uma ação de promoção dos produtos portugueses, marcando presença em duas das maiores feiras do mundo para este setor.

A primeira paragem será em Essen onde, a partir de amanhã e até 31 de janeiro, decorre a IPM Essen, especializada em flores e plantas. Quatro empresas portuguesas produtoras de plantas e flores integram o stand da Portugal Fresh na feira, onde são esperados 53 mil visitantes profissionais. A iniciativa contará com a visita oficial do Secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, que se desloca à feira dia 29 de janeiro e marca também presença no jantar da representação portuguesa.

Cerca de uma semana depois, entre 5 e 7 de fevereiro, arranca a Fruit Logistica em Berlim, uma das maiores do mundo com 78 mil visitantes de 140 países. No stand da Portugal Fresh vão estar representadas 32 empresas, organizações e parceiros com um histórico de mais de dez anos de presença neste certame, que se realiza todos os anos na capital alemã.

A Alemanha, maior economia da Europa, é o principal importador de frutas, legumes e flores da UE e o quinto destino das exportações portuguesas destes produtos, depois de Espanha (que lidera), França, Holanda e Reino Unido.

Gonçalo Santos Andrade, presidente executivo da Portugal Fresh, sublinha: “A Alemanha é um destino estratégico para as exportações de frutas, legumes e flores e tem aumentado, todos os anos, a compra de produtos portugueses, com destaque para os pequenos frutos e para a pera rocha. Mas estas feiras internacionais são também um palco privilegiado para contactar clientes oriundos de outras geografias e para mostrar o potencial da nossa produção, cada vez mais diversificada”. 

Na IPM Essen participam as empresas Viveiros Monterosa, Viplant, Colossus Plants e Bayflor.

Na Fruit Logistica marcam presença as empresas 100% Titular, Alitec, Bfruit, Coopval, Emergosol, Frusoal, Frutalvor, Frutas Classe, Granfer, Greenpeas, Hortaibérica, Hortapronta, Hortomelão, Lusomorango, Lusopera, Patricia Pilar, Triportugal, Vale da Rosa e Vitacress. Juntam-se as seguintes associações e parceiros: Edia, Fepal, Hubel, Hidrosoph, Lafpack, Magos, Crédito Agrícola, APK (Associação Portuguesa de Kiwicultores), AlgarOrange (Associação de Operadores de Citrinos do Algarve), Refcast (Associação Portuguesa da Castanha), FNOP (Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas), APMA (Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça) e  ANP (Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha).

Sobre a Portugal Fresh
A Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de Portugal tem 87 sócios que representam mais de 4500 produtores portugueses. Criada em dezembro de 2010, tem como missão valorizar a origem “Portugal” e as características dos produtos nacionais e promover as frutas, legumes e flores nos mercados interno e externo. A Portugal Fresh trabalha também para incentivar o consumo de fruta e legumes, principalmente, junto dos mais jovens. portugalfresh.org

EvaristoFrutaLegumeGoncaloAndradeFrutaLegumes

Em 2020 a ATA vai participar no Holiday World Show integrada no stand do Turismo de Portugal, de 24 a 26 de janeiro.

No certame, o Algarve será a região com maior representação no stand contando com a participação de 12 empresas suas associadas:Quinta do Lago, Hilton Vilamoura As Cascatas Golf Resort & Spa, Ria Park Hotels, Tivoli Hotels, Monte Santo Resort, Marina Club Lagos Resort, Foz Atlântida, Baía Algarve Hotels, Garvetur Holidays, Shantivillas, Dom Pedro Hotels & Golf Collection e Pestana Carvoeiro Golfe.

Esta participação conjunta, permitirá uma maior visibilidade do destino e a possibilidade aos associados de reforçarem contactos com profissionais do sector e com o público em geral.

A feira tem como principal target o público em geral, embora haja afluência de bastantes operadores e agências de viagens locais, bem como de jornalistas. 

O mercado irlandês no Algarve, em 2018, foi responsável por 244.888 hóspedes, 1.320.912 de dormidas. Até Setembro de 2019, estes indicadores registaram crescimentos YtD de 10,0% em hóspedes e 5,4% em dormidas, face ao período homólogo.

Produto: Sol e Mar
Mercado: Irlanda

ATAATA

No âmbito da estratégia promocional para 2020, a ATA irá participar na maior feira de desportos náuticos do mundo, a Boot Düsseldorf, de 18 a 26 de janeiro, classificada em 2019 como o certame com maior potencial de crescimento na vertente dos desportos aquáticos.

A ATA marcará presença com um stand de 18m2, com decoração alusiva à temática do evento: náutica e desportos aquáticos. 

Com cerca de 2.000 expositores de 73 países, a BOOT 2019 foi considerada uma plataforma de negócios de qualidade para uma grande variedade de destinos de viagens internacionais e é reconhecida a sua importância por se tratar de um evento não só vocacionado para visitantes B2B do sector, mas também por reunir a apresentação de novos serviços e produtos ao público em geral.

Para mais informações sobre a feira, favor consultar o website www.boot.com

Produto: Desporto
Mercado: Alemanha

ATABootDusseldorf2ATA

No âmbito da estratégia promocional para 2020, a ATA participará na feira MATKA Nordic Travel Fair, a decorrer entre os dias 15 a 19 de janeiro, em Helsínquia, na Finlândia.

A MATKA Nordic Travel Fair é o maior evento da indústria de viagens no norte da Europa, tendo contado em 2019 com 64.589 visitantes e 935 expositores de 90 países.

Trata-se de uma feira com enorme relevância para a divulgação dos mais diversos produtos turísticos,  

Para informações adicionais sobre a feira consultar matka.messukeskus.com

Produto: Sol e Mar
Mercado: FinlândiaATA

A Unidade de Controlo Costeiro, através de militares destacados na ilha de Samos, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), no dia 25 de outubro, detetou e resgatou 40 migrantes, numa zona a este da ilha de Samos - Grécia.

No decorrer de uma ação de patrulhamento, os militares da GNR detetaram uma embarcação de borracha, a 5 milhas náuticas da costa, com cerca de 6 metros e com excesso de lotação. De imediato, os militares da GNR intercetaram a embarcação, realizando o resgate de 40 pessoas, das quais 14 crianças, 14 mulheres, e 12 homens. De salientar que durante o transporte foram distribuídas águas e produtos alimentares, dado que os migrantes apresentavam sinais de hidratação deficitária. Foi ainda prestada assistência médica imediata, a todos os migrantes que apresentavam ferimentos ligeiros.

Durante o resgate, os migrantes foram colocados na embarcação portuguesa e transportados em segurança para o Porto de Pythagorio, sendo entregues às autoridades gregas.

Esta foi a terceira ação de resgate efetuada pela GNR no mar Egeu, no decorrer da presente semana, já que no dia 21 de outubro tinham sido resgatados 85 migrantes.

Só no presente ano de 2019, e até ao momento, a GNR efetuou mais de 1060 patrulhas, o que corresponde a cerca de 6500 horas de empenhamento, tendo detetado 260 embarcações e auxiliado aproximadamente 2650 migrantes.

Fonte: GNR-DCRPGNRResgate40Samos

 

A Unidade de Controlo Costeiro, através de militares destacados na ilha de Samos e na ilha de Chios, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), no dia 20 de outubro, detetou e resgatou 85 migrantes, a nordeste da Ilha de Samos e a sul da ilha de Chios – Grécia.

No decorrer de uma ação de patrulhamento, os militares da GNR detetaram uma embarcação de borracha, a 3 milhas náuticas da costa, com cerca de 6 metros e com excesso de lotação. De imediato, os militares da GNR intercetaram a embarcação, realizando o resgate de 42 pessoas, das quais nove crianças, 15 mulheres, e 18 homens. De salientar que durante o transporte foram distribuídas águas e produtos alimentares, dado que os migrantes apresentavam sinais de hidratação deficitária.

Durante o resgate, os migrantes foram colocados na embarcação portuguesa e transportados em segurança para o Porto de Vathy, sendo entregues às autoridades gregas.

Algumas horas depois desta ação, a sul da ilha de Chios, foi detetada uma outra embarcação, através da equipa TVV (Thermal Vision Vehicle) da GNR, tendo sido resgatados 43 migrantes, dos quais 13 crianças, 13 mulheres, e 18 homens, os quais foram encaminhados em segurança para o Porto de Chios, sendo, posteriormente, entregues às autoridades gregas. Foi ainda prestada assistência médica imediata, a todos os migrantes que apresentavam ferimentos ligeiros.

Só no presente ano de 2019, e até ao momento, a GNR efetuou mais de 1020 patrulhas, o que corresponde a mais de 6250 horas de empenhamento, tendo detetado 255 embarcações e auxiliado aproximadamente 2560 migrantes.

Fonte: GNR-DCRPGNRResgateChiosGNRResgateChios1

 

As Piscinas Municipais de Lagoa, recebem o "V Torneio de Polo Aquático de Lagoa", que se realiza no dia 15 de fevereiro, das 13h00 às 20h00.

Neste torneio irão participar atletas federados e não federados na disciplina de Polo Aquático, com idades compreendidas entre os 10 e os 16 anos, onde já estão confirmadas a equipa da casa Lagoa Académico Clube, Aminata de Évora e Santarém.

Venha apoiar o Polo Aquático.

GCI do Mun Lagoa(Algarve)PoloAquatico

A VII edição do Troféu Diogo Lopes, integra as provas de canoagem, corrida e natação. Este é mais um passo na afirmação da Canoagem e das atividades náuticas em Lagoa.

Disputada a 1 e 2 de fevereiro 2020 em Lagoa, por cerca de 150 atletas em representação de vários clubes.

Esta prova que reúne as modalidades de natação, corrida e canoagem e que permite aferir o nível de treino de inverno dos atletas, será organizada pelo 7º ano consecutivo pelo KCCA – Kayak Clube Castores do Arade em parceria com o Município de Lagoa.

A prova de natação decorrerá na tarde de sábado dia 1 de fevereiro nas Piscinas Municipais de Lagoa. O percurso de corrida será na Quinta dos Vales no domingo dia 2 de fevereiro, seguindo-se a prova de canoagem que acontecerá no Rio Arade, com partida e chegada ao Hotel Riverside.

O Troféu Diogo Lopes presta uma justa homenagem ao atleta lagoense com o mesmo nome, que em 2013 se sagrou campeão europeu e vice-campeão mundial em K1 Júnior 200 metros e que em 2015 representou Portugal, na mesma distância da modalidade, na primeira edição dos Jogos Europeus que se realizaram em Baku, Azerbeijão. Trata-se de um evento que o Município de Lagoa ajudou a “nascer” em 2014, e que vem ajudando a “crescer”, com o duplo objetivo de diversificar a prática desportiva no concelho, e apostar na Canoagem enquanto modalidade estratégica em Lagoa.

O Troféu Diogo Lopes é uma oportunidade para promover junto de clubes e atletas de todo o país, as excelentes condições naturais que o Rio Arade e o concelho de Lagoa oferecem à prática da Canoagem. Esta iniciativa insere-se no 3º eixo estratégico para o desenvolvimento do Desporto: “Lagoa Acolhe Grandes Eventos”.

GC do Mun Lagoa(Algarve)TrofeuDiogoLopes

A mítica prova das sapatilhas douradas está de regresso à Pista Internacional de Crosse das Açoteias para mais uma edição. No primeiro domingo de fevereiro, venha apreciar as amendoeiras em flor e aplaudir os atletas nacionais e internacionais, que irão disputar o Crosse, a European League Clubs, o Campeonato Regional de Corta Mato, o 18.º Corta Mato das Areias de S. João e o Crosse dedicado ao Desporto Adaptado.

No próximo dia 2 de fevereiro, o Crosse Internacional das Amendoeiras em Flor regressa à Pista das Açoteias para celebrar a 43.ª edição.

A prova, conhecida pelo símbolo das sapatilhas douradas, volta a reunir os melhores atletas nacionais e internacionais da modalidade.

Este ano, o Crosse integra a European League Clubs, que envolve grande parte das equipas que competem anualmente na Taça dos Clubes Campeões Europeus, entre elas o atual campeão nacional coletivo, o Sporting Clube de Portugal. Esta competição, das mais antigas da Europa, e a única no nosso País que integra o Circuito Mundial da World Athletics (antiga IAAF) de Cross, destacando-se no individual e coletivo dos escalões de Juniores e Seniores, de ambos os géneros.

Na manhã do dia 2 de fevereiro, a partir das 10h00, decorre ainda o Campeonato Regional de Corta Mato para todos os escalões etários, e o 18.º Corta Mato das Areias de São João, nos escalões de Benjamim, Infantil e Iniciado. Às 14h30, tem lugar o Crosse Internacional para o Desporto Adaptado.

O Crosse Internacional das Amendoeiras em Flor é uma organização da Associação de Atletismo do Algarve e da Câmara Municipal de Albufeira, com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude e do Turismo do Algarve.

GRP da CM AlbufeiraCrossAmendoeiras

A Seleção Nacional de Futsal vai tentar marcar presença no Campeonato do Mundo Lituânia 2020 e já sabemos quem são os jogadores que vão dar tudo na Ronda de Elite!

A nossa Seleção vai jogar no Pavilhão Desportivo Municipal da Póvoa de Varzim, diante de Bielorrússia, Finlândia e Itália, entre os dias 30 de janeiro e 2 de fevereiro. Os trabalhos de preparação arrancaram ontem no Centro de Estágios e Preparação Desportiva de Rio Maior.

SAIBA MAIS AQUI

FPFFutsalRondaElite

A edição 2020 do Four Oceans - Etapa do Circuito Regional de Surf do Sul – realizar-se-á nos dias 1 e 2 de fevereiro de 2020, na Praia de Faro, entra as 08h00 e as 16h00.

Estarão em competição seis categorias: Sub-12, Sub-14, Sub-16 Masculino e Feminino, Sub-18 Masculino e Feminino.

As inscrições devem ser feitas Online no site da Federação Portuguesa de Surf e estão abertas de dia 23 a dia 30 de Janeiro de 2020. O valor da inscrição é de 20€.

Os apoios institucionais vêm da Câmara Municipal de Faro, Junta de Freguesia do Montenegro, Decathlon, Hotel Íbis, WAX RestoBar, Pipeline Surf Shop, SCIAENA, Faro Ocean Experiences.

Os media partners são Swell-Algarve, Surftotal.

Alojamento Oficial: Hotel Ibis -  Alojamento a preços especiais (solicitar informação junto do Clube Surf Faro).

No primeiro dia de prova (dia 1 de fevereiro), durante o período da manhã, o Clube Surf Faro e a SCIAENA realizarão uma ação de Limpeza da Praia de Faro, no sentido de sensibilizar a população para a problemática do lixo marinho e a importância de preservar os recursos naturais existentes e recolher o máximo de resíduos deixados no areal da praia.

O 'check in' da prova está marcado para as 08h00 do dia 1 de Fevereiro.

Clube Surf FaroFourOceans

Dia 25 de janeiro, todos os caminhos vão dar ao Pavilhão Municipal Jacinto Correia, em Lagoa, para a disputa da segunda jornada concentrada do Campeonato Nacional de Equipas Mistas que poderá revelar-se decisiva nas contas finais da fase regular da 1ª e 2ª Divisão.

A CHE Lagoense, principal dominadora, a nível coletivo, do badminton nacional nas últimas épocas será o clube organizador e está a envidar todos os esforços para tornar esta uma experiência inesquecível para todos os participantes.

Na 1ª Divisão, a equipa da casa quererá manter a liderança qua atualmente detém conjuntamente com a Associação Académica de Coimbra e para isso terá de superar o Famalicense Atlético Clube e o Clube Desportivo e Recreativo dos Prazeres. A equipa de Coimbra terá pela frente uma dura missão para manter a invencibilidade defrontando as equipas madeirenses do CDRP e do Clube Sport Madeira. Também o Clube de Albergaria tentará obter a primeira vitória na prova num dos seus dois encontros contra os rivais da ilha da Madeira. Com apenas quatro lugares disponíveis na fase final e com os dois últimos lugares da primeira divisão a condenarem à descida à divisão secundária, esperam-se, mais uma vez, encontros de alta voltagem e emoção. Depois desta jornada concentrada restará aos clubes primodivisionários disputar apenas um encontro pelo que a etapa algarvia poderá começar a definir o desenho final da 1ª Divisão.

O Sporting Clube de Braga, equipa que comanda a 2ª Divisão, enfrentará duro teste à sua liderança no encontro com a Associação Académica de Espinho. Um desafio entre as duas únicas equipas invictas (AAE com menos um jogo disputado) nesta divisão e que poderá ser fundamental para decidir quem termina a fase regular como primeiro classificado. Clube Raquete Estrelas da Avenida, Sociedade de Instrução Musical de Porto Salvo, Movimento Voluntário Desportivo, Novasemente Grupo Desportivo e Clube Academia de Badminton Regional e Inclusiva da Lousã-Serpins, quererão consumar o seu assalto ao Top-4 desta divisão para encaminhar a sua presença na fase final e fugir aos lugares de descida.

O clube organizador está a preparar uma Cerimónia de Abertura para o qual estão convidados todos os clubes e agentes desportivos envolvidos na 2ª Jornada Concentrada da Liga de Clubes. A mesma decorrerá às 9.15 no local da prova e marcará o arranque de mais um dia de grandes jogos e emoções fortes na Liga.

FPBBadminteonLigaClubes

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB