Banner Alto Página

Notícias

Grid List

A Tivoli Hotels & Resorts lança hoje a campanha especial Cyber Days que proporciona uma oferta até 40% em todos os seus hotéis em Portugal. Esta é a ocasião perfeita para planear uma escapada de Inverno com a família em cidades com história, como Lisboa e Sintra, ou pensar já em receber a Primavera de 2021 com o mar do Algarve em pano de fundo. 

A campanha Cyber Days está disponível para reservas efetuadas entre os dias 23 e 30 de novembro e é válida para estadias de 25 de novembro a 31 de março de 2021. O cliente pode optar por incluir na sua reserva o pequeno-almoço ou a meia-pensão, no caso dos hotéis no Algarve, e as crianças até 11 anos têm estadia gratuita. Atendendo ao período de incerteza que atravessamos, as reservas podem ser canceladas gratuitamente até 7 dias antes da chegada. Todos os detalhes aqui.

Esta campanha exclusiva está disponível nos vários destinos da Tivoli em Portugal e convida ao descanso e à descoberta ou redescoberta de cidades como Coimbra, Sintra ou Lisboa e os seus monumentos, história e gastronomia. O inverno ameno à beira mar é também um convite irresistível em destinos como Vilamoura, Lagos, Carvoeiro ou Portimão. 

Para além de explorar o destino, nestas “miniférias” os clientes podem experimentar a diversificada oferta gastronómica disponível em cada hotel e também restabelecer as energias e relaxar num dos Anantara Spa ou Tivoli Spa usufruindo de todas as facilidades, incluindo as piscinas interiores, disponíveis em alguns dos hotéis.

Feel Safe at Tivoli

Para garantir a segurança quer de clientes quer de colaboradores, a marca Tivoli redefiniu a experiência do cliente com base no programa Feel Safe at Tivoli. Este plano vem complementar as medidas já executadas no âmbito do selo do Turismo de Portugal, “Safe & Clean”, atribuído a todos os hotéis da marca.

Endossadas por especialistas, estas medidas estão implementadas em todos os hotéis. O programa Feel Safe at Tivoli reviu todas as operações da empresa e está organizado em torno de 10 linhas de ação, que respondem às necessidades dos clientes na nova realidade social trazida pela pandemia de COVID-19. Com a adaptação dos serviços desde a chegada, passando pelos quartos, restauração e atividades de lazer; com o reforço dos processos de limpeza e desinfeção, de comunicação e serviços digitais; com a reorganização de layout’s para garantir o distanciamento físico até ao controlo da purificação do ar e da água, o plano de medidas abrange todos os aspetos que permitem aos hotéis funcionar com garantia máxima de segurança para clientes e colaboradores.

BDCTivoliCarvoeiroTivoliSeteAis

A Associação Algarvia (AAPACDM) encontra-se a organizar a segunda edição das JORNADAS DE+, que irá ter lugar nos dias 2,3 e 4 de dezembro com recurso ás plataformas Moodle e Zoom, entre as 17h e 20h.

As JORNADAS DE+ surgem no âmbito do Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P. que visa a promoção da Inclusão Social e a educação para a cidadania.

As Jornadas DE+ pretendem manter aberto um espaço de discussão e informação, sobre o presente e o futuro da pessoa com deficiência em tempos de pandemia, promovendo a avaliação do atual cenário, este ano com uma proposta subordinada ao tema: “DE+PERTO com Acessibilidade Digital”

De inscrição gratuita, mas obrigatória aqui:  https://forms.gle/7zK3n7qkP4dSUVkx8

A sessão de abertura contará com a presença Reabilitação (INR) Humberto Santos. Instituto da Segurança Social, I.P, Instituto de Emprego e Formação Profissional e muito mais, para uma reflexão conjunta e concertada sobre o presente e futuro da Deficiência no panorama atual. 

A gerar mudança!

Mais informações:

https://www.facebook.com/aapacdm.faro/

https://www.aapacdm.com/

AAPACDMJornadasAAPACDM

Em ano de pandemia, estrutura regressa com todas as condições de segurança e atinge mais um recorde, ao reunir 5600 figuras e 40 toneladas de material.

O maior presépio do país regressa a Vila Real de Santo António, a partir de 28 de novembro (sábado), e, como não podia deixar de ser, volta a bater mais um recorde, ao ultrapassar a fasquia das 5600 figuras.

Para dar vida a esta iniciativa, que atinge ‘a maioridade’ em 2020, ao completar a sua 18ª edição, foram necessários mais de 40 dias e 2500 horas de trabalho, embora os preparativos já tenham começado há vários meses, mesmo perante a incerteza da pandemia da Covid-19.

Como vem sendo habitual, a lista de materiais utilizados na sua construção é extensa e incorpora mais de 20 toneladas de areia, 4 toneladas de pó de pedra, 3000 quilos de cortiça e centenas de adereços.

Todos estes esforços permitiram que o Presépio Gigante chegasse, uma vez mais, à meta dos 230 metros quadrados, ocupando toda a área expositiva do Centro Cultural António Aleixo, com milhares de figuras, muitas feitas de raiz pelos seus autores e outras que podem atingir as várias centenas de euros.

Em 2020, a estrutura apresenta-se com nova configuração, mas volta a ter peças evocativas da região, nomeadamente a Praça Marquês de Pombal, as antigas cabanas da praia de Monte Gordo, as salinas, as tradicionais noras algarvias, assim como outros monumentos locais.

As mais de 80 peças animadas e motorizadas, os quatro lagos e a iluminação cénica constituem “o segredo” do evento e são, simultaneamente, alguns dos pontos mais atrativos. Tudo isto assenta numa complexa base de suporte onde estão instalados os vários quilómetros de cabos que permitem dar vida a esta obra de arte e garantem, por exemplo, a circulação da água, a iluminação das casas e os efeitos cénicos.

Estes elementos juntam-se à reconstituição de muitos episódios cristãos e pagãos associados à quadra natalícia - patentes no presépio - fatores que o distinguem de todos os outros existentes no país e são uma das razões do seu sucesso.

Marca ecológica

A vertente ecológica também não foi esquecida, já que a maior parte dos materiais são naturais ou foram reaproveitados, com destaque para a cortiça e musgo. Por outro lado, foram implementados, em muitas das peças, sistemas de iluminação led.

Uma referência no país

Para Conceição Cabrita, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, «o Presépio Gigante já faz parte das tradições natalícias do Algarve e é, sem dúvida, um dos eventos âncora do município, reunindo visitantes de todas as idades e de todos os pontos do país».

«Mesmo em ano de pandemia, não quisemos deixar de dar vida a esta tradição e reunimos todos os esforços não só para colocar a estrutura de pé, mas também para assegurar todas as condições de segurança e higiene para quem visitar o presépio».

Segurança reforçada

De forma a garantir todas as condições de segurança, este ano o presépio terá pontos de entrada e de saída diferenciados, tendo sido também estabelecida uma lotação máxima para assegurar a distância mínima de 2 metros entre visitantes. O uso de máscara será obrigatório, assim como a desinfeção das mãos à entrada.

Sobre o Presépio Gigante de VRSA

O Presépio Gigante de VRSA tem a assinatura de Augusto Rosa e Teresa Marques, dois funcionários autárquicos que contaram com a colaboração de Joaquim Soares e António Bartolomeu.

Pode ser visitado no Centro Cultural António Aleixo, entre 28 de novembro de 2020 e 6 de janeiro de 2021. Está diariamente aberto das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 19h00 (ver exceções). A entrada tem o valor de 0,50 euros.

Presépio Gigante de VRSA

Local: Centro Cultural António Aleixo | VRSA

28 NOV 2020 > 6 JAN 2021 (diariamente)

Horário: 10h00 - 13h00 | 14h30 - 19h00 

24 e 31 DEZ: encerra às 18h00

25 DEZ: 10h00 - 13h00 | 14h30 - 19h00

1 JAN: das 14h30 às 19h00

GC do Mun VRSAPresepioVRSA1PresepioVRSA2PresepioVRSA4

Devido à COVID-19, este ano, a Autarquia adaptou o programa de animação de Natal no concelho de Loulé à nova normalidade para que a população possa comemorar esta quadra e o comércio desenvolver a sua atividade, com toda a segurança.

O programa foi reduzido, assim como o investimento, e isso devido às consequências da crise pandémica que já se fazem sentir a nível social e económico no concelho, mas ainda assim a Câmara de Loulé não quis deixar de proporcionar à comunidade momentos de magia que marcam anualmente esta quadra festiva.

"’Natal a passear’ foi a forma encontrada para conseguirmos celebrar o Natal com toda a segurança e podermos, em paralelo, salvar alguns recursos que se juntarão à verba alocada às medidas de combate à crise pandémica. Pois, nesta quadra, e sobretudo este ano, há que reforçar o espírito de entreajuda e apoiar os mais desprotegidos”, adianta o executivo municipal.

Assim, uma das grandes apostas será a iluminação e as decorações de Natal nas localidades. Tal como tem acontecido em anos anteriores, a 5 de dezembro serão ligadas as luzes que até ao Dia de Reis (6 de janeiro) trarão um encanto especial às cidades, vilas e aldeias do concelho, espalhando o espírito da época e contribuindo para a dinamização da economia local.

O Pai Natal, acompanhado pelos seus duendes e pela Mãe Natal, irá mostrar-se de forma diferente, percorrendo as várias artérias das localidades de trenó, para espalhar de forma segura toda a sua magia. 

Este “Passeio do Pai Natal” pela cidade de Loulé acontecerá no dia 5 de dezembro, no período da tarde. Em Quarteira, esta iniciativa terá lugar na manhã do dia 6 de dezembro, e em Almancil será no mesmo dia, na parte da tarde. O trenó do Pai Natal irá novamente sair à rua, nos dias 19, em Loulé, e 20, em Quarteira e Almancil. 

Devido às condições atuais de pandemia, todo o concelho será embelezado por “polos decorativos” como a Aldeia dos Duendes, o Polo Sul, a Praça Encantada, entre outros. O objetivo é desfrutar de toda a fantasia do Natal a passear, evitando a formação de ajuntamentos, para que todos possam, ao circular pelas ruas, ao ar livre, sentir o Natal. Estas ações são também uma forma de reforçar as iniciativas previstas para apoiar o comércio local, que serão inseridas na nova plataforma de divulgação da atividade comercial de todo o concelho.

http://covid19.cm-loule.pt 

GAP da CM LouléNatalPassearLoule

Os Monumentos do Algarve, Fortaleza de Sagres e Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe acolhem, nos dias 28 e 29 de novembro e 1 e 2 de Dezembro, os espetáculos de música, dança, desenho e palavra no âmbito do DiVaM. A programação agendada para dezembro irá manter-se, conforme previsto, com novos horários e com todas as medidas de segurança definidas pela DGS.

Auditório da Fortaleza de Sagres recebe, no dia 28 de novembro, pelas 11h30, o projeto “No Avesso das Palavras”. Trata-se de uma performance multidisciplinar onde, frente-a-frente, são colocadas as palavras retiradas dos volumes “No Avesso das Horas” de Sara Martins e “A Fonte das Palavras” de Tiago Marcos, envoltas em ambientes sonoros processados ao vivo por Luís Caracinha. O espetáculo promovido pela AOPP – Associação Oficina de Planeamento e Participação – tem a produção da Epopeia - Make It Happen, com Ricardo Branco no som, Didier Grelha na Iluminação e Ana Neto na produção.

Domingo, dia 29 de novembro, pelas 11h30 irá ser apresentado o 1º concerto do Ciclo Artis XXI – Duo Fermanian & Micael -  também no Auditório da Fortaleza de Sagres. Com um diálogo muito fluente entre a Guitarra (José Micael) e o Violino (Vasken Fermanian) a ideia deste projeto é mostrar ao público um vasto leque de recursos técnicos, interpretativos e de timbres que estes instrumentos podem oferecer através de um repertório bastante aliciante e diversificado que engloba obras de compositores eruditos do séc. XIX até aos grandes clássicos do samba e da bossa nova, a exemplo de Pixinguinha e Chico Buarque.

Projeto promovido pela ARTIS XXI – Associação de Educação Artística de Lagoa – AEAL

Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe acolhe no domingo, 29 de novembro, pelas 16 horas o concerto integrado no Festival D´Aquém Mar – Festival com Sons Antigos, com Ricardo Leitão Pedro (Tenor e Alaúdista), com o programa “No val das mais belas”. Luys de Milán, músico e escritor espanhol, publica em Valência no ano de 1536 “El Maestro”, um livro de música para vihuela de mano dedicado ao rei português D. João III. Neste livro, encontramos diversas peças instrumentais de cariz improvisatório e canções em castelhano, português e italiano, entre as quais romances que descrevem batalhas contra os mouros e outros eventos históricos. Muitas das canções neste programa são ainda retiradas de cancioneiros portugueses da primeira metade do século dezasseis, arranjadas para voz sola e acompanhamento instrumental. Projeto de Elsa Mathei, promovido pela Associação Questão Repetida, apoiado no âmbito do PAAC - Programa de Apoio à Ação Cultural da DRCAlg.

O concerto Nelson Conceição & Convidados terá lugar no dia 1 de dezembro, na Fortaleza de Sagres, pelas 16 horas. Este projeto apresenta um diálogo entre o acordeão de Nelson Conceição, a voz de Cristina Paulo e o contrabaixo de Luís Henrique, através de temas originais que misturam o jazz e/ou o erudito com o fado e a música tradicional com toques de improvisação. O concerto conta com a participação especial de Petru Moroi (saxofone e clarinete), Pedro Branco (percussões) e João Palma (acordeão). Projeto promovido pela Associação de Acordeão Garvefole

No dia 2 de Dezembro, pelas 11h00, terá lugar na Fortaleza de Sagres, o Laboratório de Dança e Desenho “Rosa-dos-Ventos” com Albina Petrolati, Leonor Morais & Convidados. Este projeto promovido pela Tertúlia Associação Sócio-Cultural de Aljezur incidirá sobre a problemática dos Direitos Humanos e da Aceitação e Não Descriminação, usando o vento como ponto de partida físico e simbólico para conhecer outros povos, viajando através da música, da dança, do desenho e da palavra.

Durante a realização desta iniciativa que terá a duração de 2 horas, serão captadas imagens para a edição de um vídeo promocional do Promontório de Sagres distinguido com a Marca do Património Europeu.

Marca do Património Europeu é uma iniciativa do Parlamento Europeu e do Conselho da União Europeia que tem como principal objectivo reforçar o sentimento de pertença à União Europeia por parte dos seus cidadãos, em especial dos jovens, com base nos valores e elementos comuns da história e do património cultural, valorizar a diversidade nacional e regional e incrementar o diálogo intercultural.

As inscrições para todas as atividades devem ser formalizadas pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou pelo telefone. 282 620140.

O programa cultural da Direção Regional de Cultura do Algarve DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos do Algarve - tem este ano como tema “Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação” e está disponível em http://www.cultalg.pt/

Todas as atividades culturais DiVaM são de entrada gratuita, mediante inscrição prévia (obrigatória).

DRCAlgMonumentosAlgarve28NovMonumentosAlgarve29NovMonumentosAlgarve1DezMonumentosAlgarve2DezMonumentosAlgarve2

 

A Câmara Municipal de Silves (CMS) informa que durante o dia 27 de Novembro, serão realizados trabalhos para a conclusão da renovação de equipamentos na Estação Elevatória de Águas Residuais de Armação de Pêra, que se encontra implantada sob a Rua Bartolomeu Dias, junto ao cruzamento com a Rua Dr. Manuel Arriaga.

A realização destes trabalhos obrigará à interrupção do tráfego rodoviário na rua Bartolomeu Dias, no período compreendido entre as 09h00 e as 14h00, conforme planta apresentada. 

Propõe-se o trajeto alternativo através da Via Dorsal de Armação de Pêra / Rua José Prudêncio Vieira.

Serão tomadas todas as diligências para que os trabalhos decorram de forma célere e eficiente, pelo que a CMS agradece a melhor compreensão dos munícipes e utentes pelo transtorno causado.

GRP do Mun SilvesCorteTrafego

Na data em que se assinala o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, foi hoje publicado em Diário da República o Despacho, assinado pelo Ministro da Administração Interna, que aprova um novo Regulamento das Condições Materiais das Salas de Atendimento à Vítima (SAV) nos postos da Guarda Nacional Republicana (GNR) e esquadras da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Este Despacho determina que as SAV, destinadas ao atendimento preferencial das vítimas especialmente vulneráveis, em particular das vítimas de violência doméstica, devem cumprir características infraestruturais como:

- Boas condições de habitabilidade, iluminação e ventilação natural, isolamento térmico, climatização e condições de segurança;

- Situar-se preferencialmente em local resguardado, distante de local onde é realizado o atendimento ao público; 

- Ter uma área, idealmente, de 12m2 ou superior, e nunca inferior a 8m²; 

- Os materiais devem conferir um ambiente psicologicamente sereno;

- Sempre que possível deverá ser assegurada iluminação e ventilação natural adequada através de janela;

- A janela, a existir, não deve ficar localizada em fachadas exteriores orientadas e na proximidade da via pública, garantindo que a privacidade interior seja assegurada;

- Deverá garantir-se facilidade de acesso a vítimas com mobilidade condicionada.

O Despacho determina ainda que as SAV devem garantir um isolamento acústico, ser visualmente isoladas, estar dotadas de um mecanismo sinalizador de presença no interior e ter ainda condições que garantam a segurança das vítimas e dos elementos policiais. 

O tipo de mobiliário e a disposição do mesmo também estão definidos, bem como a obrigatoriedade de existência de um espaço particularmente acolhedor para crianças. Fica ainda definido que material de ordem pública (bastões, escudos, algemas ou armas) não deve estar visível nestas salas, devendo, ao invés, promover-se uma sensação de conforto à vítima. 

Para além do equipamento necessário para a realização de todo o expediente, as SAV devem ainda ter disponível informação atualizada sobre vítimas especialmente vulneráveis, nomeadamente vítimas de violência doméstica.

A violência doméstica continua a ter uma expressão significativa no país, com um total de 23.544 ocorrências registadas pelas Forças de Segurança nos primeiros 10 meses deste ano - o que representa uma redução de 6% face ao período homólogo do ano passado. No mesmo período foram detidos 913 suspeitos no âmbito de situações de violência doméstica, número superior às detenções efetuadas no mesmo período de 2019.

MAIMinisterioAdminInterna

A EDP Comercial está a desafiar os seus clientes a juntarem-se à empresa e a proporcionarem um Natal mais feliz e recheado a famílias carenciadas. Através do Planeta Zero, na nova app da EDP, já é possível inscrever-se para oferecer cabazes alimentares de Natal a famílias apoiadas pela Associação Movimento Defesa da Vida (MDV) e pela ENTRAJUDA. Por cada cabaz atribuído, a EDP Comercial vai doar outro, de forma a apoiar mais famílias. Os clientes também vão poder decidir que IPSS terão obras de melhoria energética, no valor de oito mil euros cada, e vão poder alugar um Pinheiro Bombeiro em parceria com a EDP, que se compromete a doar outro pinheiro a instituições que apoiam crianças carenciadas, de forma a iluminar o Natal destes jovens.

Estas iniciativas de Natal estão disponíveis na recente app Zero que, em menos de três meses, já foi descarregada por 250 mil pessoas, e que pretende ser o programa de referência em Portugal de promoção da sustentabilidade.

Consulte toda a informação aqui.

EDPNatalEDP

  • Seguradoras com agravamento significativo do custo dos sinistros, tendo vários ramos registado um crescimento superior ao de 2019.
  • A produção de seguros nacional teve uma redução significativa em termos homólogos, com destaque para o ramo Vida, que atinge mais de 40%.
  • A nível mundial a indústria seguradora foi a terceira com maior queda e atualmente regista uma recuperação mais lenta em relação a outros setores.

Os dados da indústria seguradora relativos ao mês de setembro de 2020 revelam que o setor foi fortemente afetado pela pandemia que se reflete já no agravamento dos custos dos sinistros. Alguns ramos registam um crescimento desses custos superior ao verificado em 2019, nomeadamente os seguros de multirriscos, de doença, de assistência no automóvel ou de crédito. Esta tendência deverá estender-se aos restantes ramos de seguros até ao final do ano. Destaque ainda para a redução da produção de seguros, em especial no ramo Vida que atinge mais de 40%. 

Para a Associação Portuguesa de Seguradores (APS), esta é uma tendência global, que começa a evidenciar-se a nível nacional, um cenário que deverá agravar-se ao longo do próximo ano. O setor segurador é um dos mais afetados pela pandemia a nível mundial, atrás da Aviação e da Hotelaria – dois setores diretamente ligados ao turismo – segundo os dados recentemente divulgados no Relatório da McKinsey. 

Além destes indicadores, os impactos da crise económica no setor, revela-se também através da redução significativa nas carteiras de investimento das empresas de seguros, de quase 4% face ao final do ano anterior. Outro fator a ter em conta é a diminuição do rácio de cobertura do Requisito de Capital de Solvência (SCR) na ordem dos 6%, cifrando-se agora em 179%.

Em Portugal, o setor segurador continua a demonstrar uma importante capacidade de resiliência, e compromisso com os seus clientes, nomeadamente através das medidas de apoio às famílias, empresas e prestadores de serviços. De acordo com os dados disponíveis, existem já mais de 6 milhões os contratos a beneficiar de alterações ou de algum tipo de medida de apoio por parte das empresas de seguros. 

Além das medidas decorrentes da legislação especial aprovada, foram também voluntariamente adotadas algumas iniciativas de apoio aos clientes e a realização de alterações extraordinárias nas políticas de responsabilidade corporativa e sustentabilidade, em cerca de 70% das empresas de seguros a operar em Portugal.

O setor continua a assegurar a transferência de contribuições regulares, em diferentes áreas, como por exemplo a saúde, ao canalizar para o INEM um valor superior a 125 milhões de euros/ano ou para o Serviço Nacional de Bombeiros e Proteção Civil, para o qual são transferidos mais de 35 milhões de euros por ano.

Recentemente as empresas seguradoras decidiram prorrogar o âmbito temporal do Fundo Solidário até 30 de junho de 2021. O Fundo, no valor de 1,5 milhões de euros, destina-se a apoiar os familiares de um conjunto de profissionais que, no exercício da sua profissão ou de missão voluntária, tenham testado positivo a doença COVID-19 e, em consequência dela, tenham falecido ou venham a falecer. O Fundo concede, também, apoio adicional às pessoas que, exercendo as funções com o estatuto de voluntários no âmbito das profissões e setores.

CV&AAssocPortSeguros

A Guarda Nacional Republicana assinala amanhã, dia 25 de novembro, pelas 10h30, o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres no Posto Territorial da Lourinhã, na área do Comando Territorial de Lisboa, que contará com a presença do Ministro da Administração Interna, Dr. Eduardo Cabrita e do Comandante-Geral da Guarda Nacional Republicana, Tenente-general Rui Clero.

Em 1999, as Nações Unidas designaram oficialmente o dia 25 de novembro como o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, com o intuito de alertar para esta problemática que atinge as mulheres em todo o mundo. Diariamente, as mulheres são vítimas de vários tipos de violência, como violência doméstica, tráfico de seres humanos, violação e outras agressões sexuais.

A prevenção e investigação do crime de violência doméstica são prioridades da atual política criminal e constituem-se como uma absoluta prioridade para a Guarda Nacional Republicana. Neste âmbito, a GNR tem vindo a reforçar as campanhas de sensibilização e a apostar em ações específicas de formação do seu efetivo, para que esteja cada vez mais bem preparado para participar, enquadrar, tratar e acompanhar este tipo de situações, melhorando ainda a sua rede de salas de atendimento às vítimas.

GNR-DCRPGNR DCRP

Numa altura em que o impacto da pandemia de Covid-19 abala todos os mercados e setores, sem exceção, e restringe a mobilidade e a capacidade de participação em feiras internacionais, o consórcio Portuguese Agrofood Cluster (no qual participam a PortugalFoods, o Inovcluster, o Agrocluster e a Portugal Fresh) decidiu avançar para a organização da 1ª edição do Digital AgriFood Summit Portugal.

Este evento, que decorrerá entre os dias 20 e 23 de janeiro de 2021, numa plataforma online especializada em eventos virtuais, pretende assumir-se como uma “montra” da excelência e qualidade da oferta agroalimentar nacional.

O certame 100% digital irá contar com uma centena de expositores, de diversas fileiras do agroalimentar ‘made in Portugal’, e receber compradores dos vários continentes, servindo de ponto de encontro entre procura e oferta, potenciando negócios de uma forma inovadora e integrada e contribuindo para o aumento das exportações agroalimentares.

Com o apoio da Secretaria de Estado da Internacionalização e do Ministério da Agricultura, da AICEP e da FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agroalimentares, a 1ª edição do Digital Agrifood Summit Portugal conta com uma campanha de comunicação e marketing internacional, com o forte envolvimento das Embaixadas Portuguesas e da Rede Externa da AICEP. O evento conta ainda com o empenhado incentivo do Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, e da Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes.

O Digital AgriFood Summit Portugal pretende chegar aos compradores internacionais (retalhistas, grossistas, canal HoReCa, importadores e distribuidores) provenientes de mercados considerados maduros e/ou prioritários dos diversos continentes – incluindo China, Índia, Japão, Estados Unidos, Canadá, Brasil, Chile, México, Colômbia, Angola e região do Magrebe, assim como Reino Unido, Suécia, Finlândia, Noruega ou Dinamarca.

A par dos encontros que ocorrem durante a feira, será desenvolvido um trabalho de angariação de reuniões extra com compradores internacionais. As empresas expositoras poderão receber os profissionais de Food & Beverage nos seus stands e, através de uma plataforma interativa digital, apresentar os seus produtos através de diversos recursos audiovisuais. Este certame contará ainda com workshops sobre temáticas de internacionalização e inovação.

Num contexto em que o setor agroalimentar nacional demonstra grande resiliência perante as dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19 – sendo o único setor da economia portuguesa que, no contexto das exportações de bens, regista um crescimento homólogo nos três primeiros trimestres deste ano –, a realização deste evento virtual vem sublinhar a capacidade de mobilização dos empresários nacionais e a forte vocação e capacidade exportadora das empresas do setor agroalimentar português.

Amândio Santos, Presidente da PortugalFoods e responsável pelo consórcio Portuguese Agrofood Cluster, sublinha: “Face aos desafios impostos pela pandemia, o setor agroalimentar necessita, mais do que nunca, de se mobilizar para enfrentar de uma forma concertada e profissional, tempos incertos e mercados difíceis, como já nos habituou nos processos de promoção e internacionalização.” Temos sabido corresponder à qualidade que esperam de nós, como notam os dados mais recentes sobre as exportações de bens nacionais. Mas a manutenção desse bom desempenho e o futuro do setor depende das ações que conseguirmos levar a cabo agora, numa fase de grandes constrangimentos. Este evento virtual é uma forma de o setor agroalimentar mostrar, mais uma vez, a sua excelência e a sua capacidade de inovação. Além de se assumir como uma plataforma de negócio e um ponto de partilha de experiências e conhecimento, não temos dúvidas que o Digital Agrifood Summit Portugal criará novas oportunidades para as empresas, aproveitando as facilidades e vantagens que as novas tecnologias colocam ao seu dispor.”

O Ministério dos Negócios Estrangeiros, através do Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, considera também este evento virtual prioritário para a promoção do setor: “Sabemos que uma das principais limitações que a pandemia nos impôs está relacionada com a circulação de pessoas, que por sua vez veio condicionar significativamente a capacidade de promoção dos nossos produtos. Com uma história de sucesso neste âmbito, o setor não se resignou e decidiu apostar numa forma inovadora e diferenciadora, com a criação da primeira edição do Digital Agrifood Summit Portugal. É uma iniciativa que se destaca pela digitalização e pela cooperação entre parceiros, dois fatores fundamentais para transformarmos esta crise numa grande oportunidade.”

Por seu turno, a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, considera da maior relevância a iniciativa “perante os constrangimentos que esta pandemia coloca, e que limitam as ações de promoção de cariz presencial, o setor agroalimentar assume a sua capacidade de reinvenção conseguindo criar um formato de promoção dos produtos nacionais inteiramente adaptado ao momento excecional em que vivemos, constituindo esta iniciativa uma excelente oportunidade para afirmar a qualidade da produção nacional e impulsioná-la nos mercados externos, em consonância com a estratégia de internacionalização do Ministério da Agricultura”.

Para se inscreverem neste evento, as empresas interessadas deverão pedir mais informações para o email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

ALL ComunicaçãoDigitalAgrifood1

 

Dar prioridade aos objetos recarregáveis ou reutilizáveis, alugar e partilhar produtos, dar uma nova vida aos objetos que já não utiliza e, claro, reciclar. 

Estas são algumas das dicas da Sociedade Ponto Verde (SPV) para evitar a produção excessiva diária de resíduos e que se enquadram no tema dos resíduos invisíveis, escolhido para assinalar a edição deste ano da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, que decorre até 29 de novembro.

No âmbito desta Semana é lançado um desafio aos consumidores: tomar consciência da enorme quantidade de resíduos que todos geramos sem saber. Por isso, é necessário tornar esse desperdício visível para se tomar decisões informadas ao escolher qual produto a comprar e assumir a responsabilidade pela nossa pegada ecológica.

Confira quais os pequenos gestos que pode ter para que gere menos resíduos e com menor impacto no ambiente:

  • Quando compra produtos embalados garanta que as embalagens seguem para reciclagem;
  • Procure nas embalagens iconografia que o ajuda a saber reciclar mais e melhor. Saiba mais aqui;
  • Dê prioridade a objetos recarregáveis ou reutilizáveis, reciclados ou feitos de materiais recicláveis e aos produtos com o rótulo ecológico europeu;
  • Prolongar a vida útil dos produtos reparando e reutilizando;
  • Alugar e partilhar produtos;
  • Dar uma nova vida aos objetos que já não utiliza, como roupa ou calçado, oferecendo-os a alguma instituição ou a alguém que necessite;
  • Utilizar sempre a opção frente e verso quando faz impressões;
  • Reutilizar documentos antigos como folhas de rascunho;
  • Aproveite a luz natural da casa, abrindo as janelas e evitando acender as lâmpadas desnecessariamente;
  • 90% dos lares com ecoponto doméstico separam todos os materiais de embalagem. Se precisa de ideias para ter o seu ecoponto doméstico, saiba mais aqui e aqui;
  • Quando não está a utilizar dispositivos eletrónicos como computador, carregadores ou outros eletrodomésticos devem desligá-los da corrente elétrica;
  • Quando vai às compras opte por utilizar sacos de compras reutilizáveis;
  • Tire todas as dúvidas sobre reciclagem de embalagens aqui.
  • Os mais novos têm um papel importante na proteção do ambiente e as escolas são o espaço ideal para pôr bons hábitos em prática. Conheça a Academia Ponto Verde.
  • Pensar, desenhar e produzir uma embalagem desde a origem para gerar menos resíduo e ser mais reciclável? O Ponto Verde Lab também dá uma ajuda.

Além do papel do cidadão, a criação de sinergias entre todos os elementos da cadeia de valor dos resíduos desde fornecedores de embalagens, embaladores, SGRU e Retomadores, permitirá que, ao longo do tempo e em permanência, seja possível a identificação de oportunidades de melhoria no que diz respeito às embalagens que são colocadas no mercado. 

O contributo da SPV para esta matéria tem sido consistente. Atuando em dois eixos – o da redução e o da reciclabilidade – tem vindo a lançar diversas iniciativas em áreas como o “design for recycling” e na inovação e prevenção para promover mais e melhor reciclagem.

A SPV assenta esta estratégia numa permanente parceria com os seus clientes, colocando ao seu dispor instrumentos alinhados com as necessidades do mercado, apoiando o investimento em projetos de Investigação e Desenvolvimento que permitam desenvolver melhores soluções de embalagens.

Projetos como o Ponto Verde Lab, a iniciativaTalk4Recycling, a nova Iconografia de Reciclagem e a participação nos Grupos de Trabalho do Pacto Português para os Plásticos são exemplos do compromisso da SPV com o tema da prevenção de resíduos. 

O objetivo é o desenvolvimento de mecanismos de atuação que promovam, facilitem e incentivem a alteração efetiva das embalagens para que seja possível minimizar a quantidade de resíduos produzidos e que a qualidade dos mesmos, com vista à sua valorização por reciclagem, seja cada vez maior.

Sobre a Sociedade Ponto Verde

A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, promovendo a ECONOMIA CIRCULAR através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE). A sensibilização e a educação para as melhores práticas ambientais são um dos grandes objetivos da Sociedade Ponto Verde junto dos portugueses.

LPMPontoVerde

Empreendedoras, empresárias e líderes políticas reúnem-se via online para enfrentar e falar sobre os desafios associados ao empreendedorismo feminino.

O Encontro Transfronteiriço de Mulheres Empresárias da Eurocidade do Guadiana dirigiu-se às mulheres dos dois lados da fronteira para debater o papel da mulher na transformação da nossa sociedade.

O evento contou com a presença institucional da presidente da Câmara Municipal de Ayamonte e da Eurocidade do Guadiana, Natalia Santos, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Conceição Cabrita e Filomena Sintra, vice-presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, bem como a presidente da Associação das Mulheres de Negócios de Huelva, Bella Carballo.

Nas palavras de Natalia Santos "ser mulher e empreendedora é hoje um obstáculo e, tanto a administração pública como a sociedade em geral, devem contribuir para que as empresárias e trabalhadoras possam dar continuidade aos seus negócios e actividades profissionais, desde que sejam peças-chave para a nossa economia, para o sustento das suas famílias mas, principalmente, para a continuidade da presença feminina na esfera pública. Não podemos permitir que esta pandemia nos leve a dar um passo atrás neste aspecto ", concluiu.

Por outro lado, Conceição Cabrita e Filomena Sintra também reforçaram a posição de Natalia Santos, sublinhando a necessidade de continuar a trabalhar mais unidas do que nunca para atenuar os efeitos que a pandemia está a ter no tecido empresarial da Eurocidade, com especial atenção para o empreendedorismo feminino.

O encontro teve uma ampla participação de oradoras que compartilharam as suas experiências em diversos campos: desde pesquisa, gestão cultural, psicologia, artes e ofícios, associações, entre outros.

Durante o evento foram abordados temas como o coaching feminino, a importância do papel das mulheres no desenvolvimento das políticas europeias e o poder da cooperação.

Espera-se que este evento conecte empresárias dos dois países e sirva de inspiração para a criação de novas ideias de negócios ou projectos necessários para promover a coesão territorial no sul da fronteira hispano-lusa.

Esta atividade tem sido cofinanciada pela Consejería de Presidencia da Junta de Andalucía através das ajudas para o fomento da Cooperação Transfronteiriça na Eurorregião Alentejo-Algarve-Andalucía.

YMSEurocidadeVeraViegasEurocidadeBlancaMiedes

 

Depois do enorme sucesso com o seu concerto especial de aniversário diretamente de Fátima (Portugal), para todo o mundo, Fafá de Belém volta a associar-se à CLIVEON (plataforma portuguesa líder do mercado de streaming) para apresentar o seu novo projeto “O Amor, o Sorriso e a Flor” que irá acontecer no dia 29 de Novembro às 17h30 em Salinas, Brasil e 21h30 em Portugal.

Este concerto marca o regresso de Fafá de Belém a Salinas, onde tudo começou à 55 anos. “Eu voltei à cidade onde passava férias na minha infância depois de 20 anos e a encontrei exatamente como deixei. Salinas é um lugar muito charmoso e foi muito bom estar lá agora. Fiquei pensando em como eu poderia agradecer àquela cidade, aos habitantes, tudo o que as férias lá me proporcionavam de alegria, de música, de felicidade e aprendizado”, conta Fafá de Belém.

Este será um espetáculo repleto de músicas que marcaram sua vida, como “Eu e a Brisa”, “Vagamente”, “Tem Mais Samba”, “Insensatez”, “Canto Triste”, “Prá Dizer Adeus” e “Razão de Viver”, entre outras canções de Maysa, bossa nova e Tropicália.
Lisboa: 21h30
São Paulo: 17h30

PREÇOS

Auditório Online - 5€  - https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/92349/841923/10437/Lotacao

BRAINConcertoFafaBelem

 

A entidade mostrará a académicos, gestores e artistas o seu inovador projecto Território Museu e a dinamização conjunta transfronteiriça do lazer e da cultura.

Os profissionais da cultura e gestão cultural da Andaluzia vão reunir-se no próximo fim-de-semana em Sevilha com o objectivo de partilhar e analisar o panorama actual, bem como colocar em prática estratégias e soluções para resgatar um sector que recebeu um alto impacto derivado da pandemia Covid19.

A Eurocidade do Guadiana, que será representada pelo seu diretor Luís Romão, foi seleccionada para apresentar a sua experiência e bom trabalho na gestão coordenada em vários setores incluindo a cultura e o património.

Nas palavras de Luís Romão: “apresentar o trabalho da Eurociudade do Guadiana perante os académicos, os responsáveis ​​pela gestão da cultura a nível regional e os profissionais mais inovadores deste sector é de vital importância para a nossa entidade. Pretendemos não só que o nosso esforço seja conhecido e divulgado, mas também estimular a curiosidade para que nos visitem e, claro, atrair talentos e emprego para o nosso território que ainda tem um elevado potencial de desenvolvimento, também nas indústrias culturais ”.

A Eurocidade do Guadiana está a implementar um ambicioso projecto de valorização e organização do seu património cultural comum. É composta pelo município de Ayamonte, do lado espanhol, e pelos municípios de Castro Marim e Vila Real de Santo António, do lado português, tem a sua entidade jurídica própria como Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial, e constitui igualmente o I Laboratório de Governança Transfronteiriça do Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia.

Esta partilha do património cultural material e imaterial vai resultar na criação do denominado Território Museu da Eurocidade do Guadiana, e fará com que os recursos culturais dos três concelhos sejam reconhecidos e agrupados por itinerários e percursos temáticos, permitindo assim o seu conhecimento, fruição e exploração turística conjunta.

Ligado ao lançamento do Território Museu, está também a dinamização de uma agenda conjunta mensal de lazer e cultura e do programa semanal de rádio "Rádio Eurocidade", que é transmitido tanto online como em frequência modulada e é responsável pela divulgação da iniciativas culturais do território e a produção de podcasts sobre episódios históricos que ligam os três municípios.

O Território Museu é uma ação incluída no projeto Euroguadiana 2020: Laboratório de Governação Transfronteiriça, cofinanciado pelos Fundos Feder da União Europeia através do programa Interreg-VA.

Estas e outras experiências serão apresentadas pela Eurocidade do Guadiana nesta convenção, promovida pela GECA, a Associação dos Gestores Culturais da Andaluzia, e o ICAS, Instituto de Cultura e Artes de Sevilha, e será possível assistir tanto presencialmente como online.

YMSCongressoAndaluz1CongressoAndaluz2CongressoAndaluz3

A Guarda Nacional Republicana participou na operação internacional "Join Action Days Mobile 3", entre os dias 12 e 23 de outubro, a qual decorreu em 22 países europeus e permitiu apreender 1 676 quilos de droga, 350 veículos roubados, 1000 peças auto, 400 000 cigarros e deter 41 suspeitos.

Liderada pela FRONTEX (Agência Europeia da Guarda Costeira e de Fronteiras), a operação, que tinha como objetivo investigar o roubo e o contrabando de veículos ocorridos no último mês, em toda a Europa, possibilitou à  Polícia de Segurança Pública deter, em Portugal, seis suspeitos de tráfico de droga, e apreender uma tonelada de haxixe e dez quilos de heroína.

Em cooperação com a indústria privada, incluindo a indústria automóvel, fabricantes de barcos, empresas de aluguer e leasing, os agentes de controlo das fronteiras externas da União Europeia impediram que muitos veículos e barcos fossem contrabandeados através das fronteiras. Na Grécia, a polícia apreendeu 15 carros alugados que indivíduos tentaram contrabandear para fora da União Europeia.

A operação possibilitou ainda deter 13 pessoas nos diversos países por auxílio à migração ilegal e detetar 2 986 migrantes que eram transportados em reboques e em pequenos barcos, muitas vezes roubados, no mar Adriático e ainda a apreensão de mais de 600 quilos de haxixe, a detenção de 22 suspeitos de tráfico de estupefacientes e a deteção de 400.000 cigarros ilegais.

Estiveram envolvidos na operação JAD Mobile 3 os seguintes países e agências: Albânia, Áustria, Bósnia Herzegovina, Bulgária, Croácia, Estônia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Kosovo *, Letônia, Lituânia, Holanda, República da Macedônia do Norte, Montenegro, Polônia, Portugal, Romênia, Eslováquia, Espanha, Frontex, Europol e INTERPOL.

A operação foi coordenada sob a égide da Plataforma Multidisciplinar Europeia contra as Ameaças Criminais como parte do Ciclo Político da UE, um plano de quatro anos para a luta contra o crime grave e organizado. Reúne autoridades policiais e de aplicação da lei dos Estados-Membros da UE, agências europeias e organizações internacionais para reforçar conjuntamente as fronteiras europeias e a segurança interna.

GNR DCRPGNR DCRP

Com o apoio dos técnicos de cultura, património e turismo do Ayuntamiento de Ayamonte e das câmaras municipais de Castro Marim e Vila Real de Santo António, a empresa responsável pela execução do plano museológico, Latente Gestión Cultural, está a levar a cabo o trabalho de terreno, para conhecer em primeira mão os recursos patrimoniais que podem ser atrativos e incluídos nos percursos.

O objetivo é organizar a riqueza patrimonial da Eurocidade por eixos temáticos e roteiros interpretados, para que o visitante possa percorrer o território a partir de qualquer um dos três municípios e desfrutar dos seus atractivos, consoante a sua área de interesse. Os percursos serão concebidos de forma a promover, não só a divulgação do património histórico, mas também o meio natural e o património imaterial: os usos e costumes dos habitantes.

Entre os muitos locais visitados, a empresa destaca o grande potencial do território da Eurocidade do ponto de vista etnográfico e a importância de não perder a memória oral dos seus habitantes. Nas palavras de Davinia Román, directora da empresa responsável por esta fase: “Para além de registar espaços-chave como o Centro de Investigação do Património de Cacela Velha ou o Forte de San Sebastián em Castro Marim, visitámos as casas tradicionais e sentámos a falar com a população. No bairro de Canela de Ayamonte encontramo-nos com a família Sayago, que nos mostrou o uso da horta tradicional e a estreita relação histórica entre os marinheiros espanhóis e portugueses. Todo esse conhecimento é fundamental para ser preservado, pois representa uma das principais riquezas do território ”, concluiu Román.

Prevê-se que o plano museológico seja concluído antes do final do ano e que este inclua propostas de possíveis itinerários, uma agenda cultural e de eventos comuns, bem como actividades paralelas ao Território dos Museu.

Esta ação, está inserida no projeto Euroguadiana 2020 financiado pelos Fundos Feder através do programa Interreg VA Espanha-Portugal (POCTEP) e enquadra-se entre outras ações que promovem a coordenação e o trabalho conjunto entre os três municípios.

YMSMuseuEurocidadeGMuseuEurocidadeG1

Empresárias espanholas e portuguesas da Eurorregião (Andaluzia, Algarve e Alentejo) vão reunir-se nos próximos dias 21 e 22 de outubro, em Sevilha, no I fórum INTREPIDA plus. 

Esta iniciativa, organizada pela Fundación Tres Culturas del Mediterrâneo com o apoio do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP), tem como objetivo permitir a troca de ideias, a criação de sinergias e a aprendizagem entre empresárias da Eurorregião. O programa inclui espaços para networking, experiências sobre vendas, Marketplace, Mindfulness e outras atividades. De realçar a intervenção de Ângela Lin, responsável pelo desenvolvimento de negócios da Tmall Global do grupo Alibaba, para Espanha e Portugal. De forma a garantir a segurança sanitária do evento, a participação é presencial e online. 

O I fórum INTREPIDA plus é apenas uma das atividades programadas pela Fundación Tres Culturas del Mediterrâneo para outubro, um mês com um calendário repleto de propostas que mostram, por um lado, as múltiplas afinidades e ligações entre Portugal e Espanha e, por outro, o enorme potencial das mulheres empresárias de ambos os territórios.

Com efeito, até à realização deste fórum, a Fundação Três Culturas tem uma agenda cheia de encontros INTREPIDA, como o ciclo de filmes portugueses que estreia a 6 de outubro com a exibição de A portuguesa, filme dirigido por Rita Azevedo em 2018. Durante as terças-feiras de outubro poderá desfrutar de uma seleção de curtas e longas metragens, Terra Franca e Jogo de Damas.

A música portuguesa pode ser ouvida pela voz de Irma (8 de outubro), atriz e cantora nascida em Lisboa e considerada uma figura emergente da cena musical lusa, enquanto a literatura contará com Dulce Maria Cardoso, definida como "a escritora mais importante da sua geração" (Jornal Público), que apresentará no dia 28 a sua obra mais ambiciosa, A vida normal (Tinta da China, 2018). Além disso, no dia 15 de outubro, será inaugurada a exposição Sentir a Terra, comissariada por Cristina Ataíde e com obras da artista portuguesa Graça Pereira Coutinho, que reúne diferentes formas de expressão como pintura, escultura, fotografia e instalações. Ambas encontrar-se-ão com um pequeno grupo de pessoas para uma visita guiada muito pessoal. 

Este intenso programa oferece mais dois encontros, o primeiro deles a 14 de outubro, apenas um dia antes do Dia Internacional da Mulher Rural, uma efeméride que será celebrada com um workshop sobre tingimento de lã em San Nicolás del Puerto, na serra norte de Sevilha, pela mão de Estela Ribeiro e a sua empresa de tecelagem artesanal, Ovelha Mãe. Por fim, um encontro original que permite aproximar a um mundo desconhecido para muitas pessoas: a observação do universo. Esta oportunidade única é oferecida pelo Planetário Albireo, dirigido desde Granada por Malena Sánchez, uma empresária cuja vocação para a divulgação científica a levou a lançar esta iniciativa empresarial há uma década. Este encontro conta também com a Associação Astromares, como exemplo de participação de cidadania ativa.

As atividades do novo projeto europeu, INTREPIDA plus (Internacionalização de Mulheres Empreendedoras de Espanha e Portugal para a Integração, o Desenvolvimento e as Alianças - Segunda fase) iniciaram-se no passado dia 3 de junho.  Trata-se de uma iniciativa liderada pela Fundación Tres Culturas del Mediterráneo, instituição que possui financiamento europeu do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP) e que constitui a continuação e a melhoria do projeto INTREPIDA, que ainda continua em vigor.

A Fundación Tres Culturas del Mediterráneo é a principal beneficiária do projeto INTREPIDA plus, juntamente com os seguintes parceiros de Espanha e Portugal: Diputación de Huelva, Mancomunidad Desarrollo Condado de Huelva, Núcleo de Empresários da Região de Portalegre (NERPOR), Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE) e do Município de Faro. O projeto INTREPIDA plus tem financiamento europeu do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP). 

Estúdio ComunicaçãoEncontroSevilha1EncontroSevilha

 

O CAR Badminton será palco, de 9 a 12 de Dezembro, dos jogos de qualificação para o Campeonato da Europa de Equipas Mistas relativos ao grupo 6. Apenas as melhores oito seleções europeias marcarão presença na Finlândia, em Fevereiro de 2021 e Portugal tentará igualar ou melhorar a prestação obtida na fase de qualificação de 2018 em que se classificou em terceiro lugar do grupo de qualificação.

Uma missão desafiante, mas ao alcance dos comandados de Jorge Cação, Fernando Silva e Diogo Silva que irão ter pela frente as seleções de Espanha, Escócia, Ucrânia e Letónia. À Seleção Nacional foram chamados 12 atletas que têm dados provas do seu talento e valor em competições nacionais e internacionais: Adriana Gonçalves, Ana Fernandes, Bernardo Atilano, Bruno Carvalho, Catarina Martins, Daniel Mendes, Duarte Anjo, Gabriel Rodrigues, Mariana Chang, Mariana Neves, Sónia Gonçalves e Tomás Nero.

É a segunda vez consecutiva que a Badminton Europe elege a Federação Portuguesa de Badminton para organizar um grupo de qualificação, depois de já o ter feito em 2018. A excelência organizativa demonstrada pela FPB e o sucesso da retoma competitiva a nível nacional e internacional encetada desde Setembro foram os principais motivos para a escolha da Badminton Europe que reconheceu na nossa federação a capacidade de proporcionar a todas as equipas participantes um evento com qualidade mas também com toda a segurança que o contexto pandémico atual exige.

As cinco seleções integrantes deste grupo de qualificação irão defrontar-se entre si ao longo de cinco jornadas durante quatro dias de intensa competição com o vencedor do grupo a selar a sua presença na fase final do Campeonato da Europa. Esperam-se jogos de grande qualidade e emoção como é caraterístico das provas de equipas na nossa modalidade ao qual se junta a motivação e peso acrescidos de competir sob o signo de uma nação.

A importância da prova garante que todas as seleções se irão apresentar na máxima força na prossecução dos seus objetivos. Grandes nomes visitarão o nosso país para disputar esta fase de qualificação. Mas há um nome que se destaca: Carolina Marín. A espanhola é uma das atletas mais tituladas da história do badminton mundial contando já, com apenas 27 anos, no seu palmarés com três títulos de campeã mundial (2014, 2015 e 2018), quatro títulos de campeã europeia (2014, 2016, 2017 e 2018) e apresentando-se nas Caldas da Rainha como a atual Campeã Olímpica na prova de singulares senhoras. Nunca um atleta competiu em Portugal tendo um palmarés já tão enriquecido como Carolina Marín o fará em breve. É uma oportunidade única podermos acolher na casa do badminton nacional, mesmo enquanto rival, uma das melhores praticantes de sempre na nossa modalidade. Além de Marín outros nomes fortes do badminton europeu e mundial são esperados no CAR Badminton elevando ainda mais a expetativa gerada para esta organização da Federação Portuguesa de Badminton.

Apesar do acesso à competição estar interdito a público, todos os encontros poderão ser acompanhados no canal Youtube da FPB bem como na plataforma da Badminton Europe disponível para o efeito. Atendendo ao nível expectável para esta prova, é uma oportunidade única da seleção nacional se testar contra adversários de grande valia e colocar à prova a evolução da sua seleção nacional que tem sido visível nas últimas participações internacionais quer ao nível sénior quer ao nível dos escalões de formação.

De 9 a 12 de Dezembro, todos os caminhos vão dar ao CAR Badminton nas Caldas da Rainha, palco para algumas das maiores estrelas do badminton europeu brilharem ao mais alto nível numa grande jornada de divulgação da espetacularidade da nossa modalidade.

FPBBadminton

 

Jovem piloto é embaixador da marca e protagonista de um spot televisivo que reforça a sua vontade de “vencer e chegar mais longe”

É já neste fim de semana que Miguel Oliveira compete no Grande Prémio de Portugal de MotoGP, no Autódromo Internacional do Algarve, podendo alcançar mais um marco histórico na sua carreira. Para dar força ao jovem piloto, a Hyundai Portugal – marca da qual Miguel Oliveira é embaixador desde 2018 – lançou uma campanha de apoio, que vai ser emitida ao longo do fim de semana, em televisão.

Esta é a primeira ação da Hyundai Portugal que conta com o piloto como protagonista. No vídeo, Miguel Oliveira destaca a sua ambição e motivação para “vencer e chegar mais longe”, enquanto conduz um Hyundai Tucson. Foi precisamente neste modelo da marca que o piloto fez a viagem para Portimão, na quarta-feira. Com esta iniciativa, a Hyundai Portugal reforça o seu apoio e presença nos momentos mais importantes da carreira do jovem, agradecendo o reconhecimento que o mesmo já deu a Portugal quando venceu o GP da Estíria, na Áustria, e o caminho singular que tem vindo a percorrer na competição.

Presente em Portugal desde 1996, a Hyundai conheceu em 2015 uma nova fase no mercado nacional com um novo representante: a Hyundai Portugal. Desde então, a marca tem vindo a consolidar o seu posicionamento no mercado. Com o foco na área da Eco Mobilidade, a Hyundai é a única marca a disponibilizar no mercado europeu cinco tipos de motorizações eletrificadas diferentes. Recorde-se ainda que, recentemente, a marca lançou um projeto diferenciador nesta área, apresentando a Blue Academy (blueacademy.hyundai.pt): uma plataforma digital que desmistifica e esclarece todas as dúvidas sobre a mobilidade sustentável.

Central de InformaçãoMiguelOliveiraHyundaiMiguelOliveiraHyundai1MiguelOliveiraHyundai2

A lista de títulos mundiais de Enduro da Betamotor ganhou três novos 'membros' este fim‑de‑semana: E3 por cortesia de Brad Freeman e E2 e GP por Steve Holcombe.

Os dois pilotos conseguiram os primeiros lugares na respectivas categorias logo no Sábado quando ambos venceram os seus dias de corrida e conquistaram os títulos e o reforço no firmamento das estrelas de uma das disciplinas mais exigentes do motociclismo.

Um dia intenso para ambos os pilotos onde a luta foi levada até ao final do dia de prova quando o Brad Freeman conseguiu passar para a frente do Steve Holcombe na derradeira especial para ficarem apenas quatro pontos entre eles na luta pelo ceptro maior do enduro. No dia de todas as decisões uma forte chuvada abateu-se sobre Marco de Canaveses para tornar as três especiais quase impossíveis de ultrapassar.

Brad Freeman começou de imediato com o acerto perfeito, conseguindo os melhores tempos em muitas especiais e liderando quase todo o dia. Infelizmente a sua moto ficou sem combustível na derradeira especial, perdendo a sua vantagem. Um grande desaire para ele, mas com a certeza de ter sido o mais rápido no pelotão, sendo certo que irá reagir ao momento menos bom o mais rápido possivel.

Com tudo isto Steve Holcombe venceu o campeonato do mundo de Enduro 2020, tornando-se no primeiro piloto a vencer o campeonato E3 e EnduroGP aos comandos de uma Beta com motor dois-tempos e também o campeonato E2 e EnduroGP com uma Beta equipado com motor quatro-tempos, sucessos pelos quais a fábrica toscana felicita os seus dois pilotos.

Steve Holcombe

'A passada temporada foi complicada, mas trabalhei forte para recuperar a forma e ser competitivo. Estas duas vitórias são o resultado de sacrifícios, treino intenso e uma equipa especial.'

Brad Freeman

'Não tenho palavras para expressar o meu desapontamento. Infelizmente as corridas significam também isto: por vezes vencemos todas as especiais como no primeiro dia e no por vezes perdes um título como aconteceu na derradeira especial.'

Hype ComEnduroBetaPortugalEnduroBetaPortugal1

Sabendo da necessidade de construção de conhecimento proveniente da experiência, boas práticas e estudos científicos no que diz respeito ao desporto, a associação Teia D’Impulsos havia planeado realizar o 1º Congresso Sports for All, em parceria com a Câmara municipal de Portimão e apoio do  IPDJ.
Este congresso tinha como objectivo agregar os agentes do desporto e da prática desportiva sob o lema “Mais Desporto para Todos” de forma a dar espaço e voz àqueles que desenvolvem projetos na área do desporto e da atividade física.

Face à pandemia global vivida nos dias presentes, este congresso foi cancelado, porém a sua data será marcada pela realização dos Webinars Algarve Sports for All.

Estes webinars serão transmitidos em direto na página oficial de Facebook da Teia D’Impulsos e irão decorrer em dois dias, 25 de Novembro com o tema “O ordenamento do território enquanto condição para a prática desportiva”, e 26 de Novembro com o tema “As novas tecnologias enquanto fator catalisador da prática desportiva”, ambos com o horário das 18h30 às 20h00. 

Os webinars terão dois momentos distintos, sendo o primeiro a apresentação e debate entre os convidados e um segundo momento de resposta a questões colocadas pelos participantes online.

Os Webinars Algarve Sports for All são uma organização da associação Teia D’Impulsos em parceria com o IPDJ.

Teia D'ImpulsosWebinarAlgarveSports

A edição de 2020 da Liga MEO Surf, a principal competição de surf em Portugal e o que atribui os títulos de campeões nacionais, fechou a temporada com chave de ouro. Além de coroar Frederico Morais e Teresa Bonvalot como campeões nacionais, a Liga MEO Surf ainda premiou os surfistas e agentes que se distinguiram nas mais variadas áreas. Hoje, 16 de Novembro, Dia Nacional do Mar, sublinha-se um desses vencedores, por ocasião dos valores positivos que o Mar representa para todos os portugueses.

Em memória do malogrado ator e surfista Pedro Lima, um fervoroso praticante do Surf em Portugal, e em coordenação com a sua família e amigos, a Associação Nacional de Surfistas instituiu um prémio anual para o surfista que melhor represente o 'fair play' e espírito positivo do Surf em Portugal, valores que Pedro Lima sempre promoveu e instituiu junto daqueles que o acompanhavam nas suas surfadas.
Anna Westerlund, esposa de Pedro Lima
"O Pedro dizia muitas vezes que no desporto não há desigualdades, não há raças; há, sim, responsabilidade, espírito de equipa, há humanismo, verdade e respeito, há solidariedade, dedicação e coragem. Como atleta de alta competição construiu amizades para vida, construiu memórias inesquecíveis que ficarão para sempre. O desporto tem esta capacidade de unir pessoas, de emocionar, de fazer acreditar em sonhos mas só são verdadeiros campeões os que souberem jogar com lealdade, com Fair Play".  

João Francisco Lima, filho de Pedro Lima
"Cá em casa carregamos o espírito de atleta. Somos competitivos e não damos menos que o nosso melhor, foi o que o meu Pai sempre nos transmitiu! Mas sempre com respeito pelo nosso adversário, com a consciência de que do outro lado está alguém na mesma posição que nós, e que merece o nosso pleno respeito. O meu pai ser associado ao prémio Fair Play é uma caracterização perfeita da sua forma de estar na vida e no desporto: dá o teu melhor e espera o melhor dos outros. Só somos adversários do início ao fim do jogo. Se passar para fora, qualquer coisa está errada".

Em 2020, Gony Zubizarreta foi o escolhido para ser o primeiro vencedor deste prestigiado galardão. Curiosa e coincidentemente, foi ele também o vencedor da edição especial do Allianz Triple Crown Champions em memória de Pedro Lima, que se realizou durante o Bom Petisco Cascais Pro, a última etapa deste ano da Liga MEO Surf.

O surfista galego, que reside na Ericeira há muitos anos, é adorado por todos, tanto entre os seus pares como pelo público em geral. Muito por culpa da enorme gentileza que demonstra constantemente e do sorriso que sempre o acompanha. Dessa forma, Gony foi o primeiro premiado de um galardão que promete vir para ficar e que se foca em atitudes e atos que vão muito além das vitórias.
Foi com muita emoção à mistura que Gony Zubizarreta recebeu este troféu das mãos de Ana Westerlund, esposa de Pedro Lima, durante a gala dos Portugal Surf Awards, que marcou o encerramento de mais uma temporada da Liga MEO Surf. 
 Gony Zubizarreta, vencedor do prémio Pedro Lima 2020
"Estou muito contente por receber o premio 'Fair Play Pedro Lima'. Este é um prémio muito especial para mim. Estou muito agradecido pelo reconhecimento que representa. Considero ser muito importante transmitir estes valores na competição e na vida em geral aos mais jovens. Obrigado por este premio tão especial".

A Liga MEO Surf 2020 foi uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Seguros, Renault, Bom Petisco, Somersby, Banco Santander, Rip Curl, os parceiros de/da sustentabilidade Fundação Altice e Jerónimo Martins, os apoios locais dos Municípios de Mafra, Figueira da Foz, Mafra, Porto e Matosinhos, Aljezur, Cascais e da Região de Turismo do Algarve, e o apoio técnico do Ericeira Surf Clube, Onda Pura, Associação de Surf da Figueira da Foz, Clube Recreativo da Praia das Maças e Clube Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos e da Federação Portuguesa de Surf.

ANSurfistasSurfPortugal2SurfPortugal3SurfPortugal1

A Câmara Municipal de Loulé, através da Divisão de Associativismo e Eventos Desportivos, já deu início ao processo de candidatura das coletividades do concelho para a celebração de Contratos-Programa de Desenvolvimento Desportivo para o ano civil de 2021.

Este Programa constitui uma das principais iniciativas de apoio do Município ao associativismo desportivo do concelho, que se reveste de especial importância num período em que a pandemia está também a afetar as atividades desportivas e o trabalho realizado pelas coletividades.

Os processos de candidatura deverão dar entrada nos serviços da Câmara, até ao dia 8 de janeiro de 2021, podendo ser remetidos para o correio electrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.  ou entregues pessoalmente, nos dias úteis, das 9h00 às 17h00, no Serviço de Expediente da Câmara Municipal de Loulé, Travessa de S. Pedro.

À semelhança do que aconteceu em anos anteriores, para além de elementos específicos constantes nas ficha para o efeito (disponível em www.cm-loule.pt), as candidaturas a este apoio municipal deverão ser acompanhadas de: 

- Ficha de caracterização da instituição; 

- Relatório de contas, parecer do conselho fiscal e ata da assembleia-geral onde conste a aprovação do relatório de contas do ano; 

- Orçamento, plano de atividades e ata da assembleia-geral onde conste a aprovação dos mesmos; 

- Estatutos atualizados (salvo se já existirem em arquivo nestes serviços); 

- Lista dos órgãos sociais em exercício; 

- Comprovativo de todos os atletas inscritos nas federações ou associações a que pertencem; 

- Certificado das habilitações e comprovativos de todos os treinadores e elementos do gabinete médico nas federações ou associações a que pertencem; 

- Declaração da direção garantindo, sob compromisso de honra, que a coletividade tem regularizada a situação fiscal com o Ministério das Finanças e situação contributiva com a Segurança Social; 

- Declaração da direção garantindo, sob compromisso de honra, que os atletas e treinadores indicados no ponto 10 da ficha de caracterização para a candidatura ao Programa de Desenvolvimento Desportivo têm residência no concelho de Loulé;

- Comprovativos das viaturas registadas em nome da entidade; 

- Declaração, sob compromisso de honra, que o apoio solicitado se destina, exclusivamente, aos projetos ou atividades objeto do pedido de apoio; 

- Comprovativo do Registro da entidade na Base Nacional de Clubes, do Instituto Português do Desporto e Juventude (formulário).

GAP da CM LouléCompromissoDesporto

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB