Notícias

Grid List

A Câmara Municipal de Lagos adjudicou, por 23.461,13€ acrescido de IVA, a empreitada de cobertura do espaço exterior do Mercado Municipal de Bensafrim. 

A intervenção, resultante de proposta vencedora do Orçamento Participativo 2018, tem como objetivo requalificar o espaço exterior do edifício do Mercado, de modo a tornar mais aprazível a frequência deste equipamento de abastecimento de produtos alimentares frescos, que é também um ponto-de-encontro e convívio dos habitantes da Vila de Bensafrim.

SC da CM LagosMercadoBensafrim

O ICNF - Direção Regional da Conservação da Natureza e Florestas do Algarve e a Associação Vita Nativa – Conservação da Natureza assinaram um protocolo de colaboração com o objetivo de executar o Projeto nº 359 “ALOJAMENTO LOCAL para AVES” aprovado pela agência para a Modernização Administrativa, I.P. (AMA) no âmbito do Programa Participativo Portugal – OPP.  O projeto, de âmbito regional, foi proposto por Fábia Manuel Pinto Azevedo e venceu o OPP com um financiamento de 150 mil euros e terá a duração de 24 meses.

O objetivo do projeto é o de fomentar o interesse e proporcionar um contato mais direto da população em relação a avifauna, aumentar a disponibilidade de abrigo às espécies de passeriformes, com enfoque para os chapins e rapinas urbanas, e sensibilizar a população para a importância das aves no bem-estar dos ecossistemas urbanos do Algarve. Serão instalados dispositivos de captação de imagens em caixas-ninho ocupadas para transmissão em direto das imagens obtidas através de uma plataforma online, a criar de acesso público.

A concretização do projeto enquadra-se nas competências do ICNF, que tem por missão propor e executar politicas integradas de ordenamento e gestão do território, em articulação com entes públicos e privados, nos domínios da conservação da natureza, da biodiversidade e das florestas.

DRCNFAlgAlojamentoAves

A Autarquia de Silves concluiu a repavimentação da estada da Ribeira de Arade e Matosos, conjuntamente com a repavimentação dos arruamentos na Aldeia das Manteigas, numa extensão de 3,8 km na freguesia de S. Bartolomeu de Messines.

A empreitada de obras públicas contemplou para além da pavimentação, a reparação e construção de aquedutos, a criação de rede de drenagem de águas pluviais e a instalação de sinalética vertical e horizontal. 

Este investimento, que ascendeu os 251 mil euros, inclui-se no plano mais vasto da requalificação gradual da rede viária em todo o concelho de Silves, designadamente no interior da freguesia de S. Bartolomeu de Messines, contribuindo para a melhoria e modernização das acessibilidades, da segurança rodoviária e dos níveis de bem-estar da população.

GRP do Mun SilvesEstradaRibeira2EstradaRibeira3EstradaRibeira4

Perante vários representantes dos clubes e associações desportivas do concelho, foi inaugurada esta segunda-feira, 13 de julho, a obra referente à construção da 2ª fase do Parque Municipal de Loulé, mais um projeto relevante em termos da criação de espaços para o lazer e para a prática de atividade física na cidade de Loulé.

Esta intervenção teve em vista a ampliação do “pulmão” da cidade em cerca de 2 hectares, junto ao Skate Parque (inaugurado em 2015), na zona norte confinante com a Circular, onde se localizou em tempos o “Bairro de Stª Luzia”.

Procurou-se com este projeto da autoria do arquiteto Paulo Viegas, autor também da primeira fase, dar uma continuidade funcional e conceptual relativa à primeira fase, nomeadamente no que respeita à rede de caminhos, segurança, acessibilidade plena, às redes de infraestruturas, ao mobiliário e aos ajardinamentos.

Esta empreitada veio reforçar os equipamentos ligados à atividade física informal, ampliando as possibilidades de utilização por parte da população e aumentando a capacidade de resposta existente no parque. Assim, foi criado um relvado sintético, uma zona de “ workout”, pista de 100m com um pavimento em borracha mais amortecedora para os praticantes de corrida, uma plataforma para a prática de pétanca e um campo de basquete de uma tabela “street basket”, espaços que vêm enquadrar-se no “compromisso com o desporto” assumido pela Autarquia ao longo dos anos e na dinâmica desportiva que é uma imagem de marca do concelho

A intervenção passou ainda pela plantação de mais árvores, dando uma estrutura tridimensional ao parque. Arbustos e herbáceas foram colocados de forma a marginar limites, individualizar áreas e enquadrar esta ampliação do parque.

Os trabalhos contemplaram também uma pequena bolsa de estacionamento com 60 lugares para automóveis, 3 lugares para autocarros e 3 lugares destinados a pessoas com mobilidade condicionada.

Segurança e conforto num espaço verde de excelência para o lazer e para a prática prática desportiva, ponto de convívio e de contacto com a natureza, saem agora ainda mais reforçados com esta intervenção.

A obra significou um investimento público de 1.417.501,11€.

O presidente da Autarquia apelou a que os louletanos usufruam deste parque que, ao longo dos anos, tem sido alvo do investimento dos diversos executivos. “Com esta obra municipal os louletanos têm aqui uma enorme mais-valia para a sua qualidade de vida. É um espaço de convívio integeracional, há aqui propostas que vão ao encontro das necessidades de todos os escalões etários mas é sobretudo um espaço urbano, de convívio, num meio natural. E isso faz bem à saúde física e mental dos nossos concidadãos”, considerou Vítor Aleixo.

O autarca sublinhou ainda a importância de um equipamento com estas características, num concelho que integra a Associação Internacional de Cidades Educadora, a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, para além dos projetos europeus Vital Cities e Healthy Cities, todos eles com uma filosofia inerente que se encaixa na perfeição com o Parque Municipal de Loulé.

GAP da CM LouléParqueMunLoule2ParqueMunLoule1

Realiza-se na Associação Recreativa e Cultural de Músicos em Faro, o teatro "À Babuja", dia 16 de julho, quinta-feira às 21h30.

«Num dia soalheiro, uma homem larga a sua rotina e, inspirado por um livro de aventuras, dá largas ao cavalo da imaginação. Este cavaleiro dos tempos modernos precisa de um co-piloto, de uma dama nobre a quem arrebatar com uma serenata e de inimigos. Um D. Rodrigo e um medronho também não lhe cairiam mal. 

Dois actores e um músico dão corpo a este épico algarvio, temperado com o melhor que o Algarve tem. Estar à Babuja significa muita coisa e uma delas é estar à beira - das pessoas certas.»

LAMA Teatro - +351 963 254 846 - https://www.lamateatro.com/

365 AlgarveBabujaARCMFaro

O AlgarveShopping volta a receber os trabalhos de arte dos alunos do Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes (ISMAT). De 15 a 29 de julho, o Centro irá receber uma exposição de projetos desenvolvidos pelos alunos no âmbito da Licenciatura de Design de Comunicação e do Mestrado Integrado em Arquitetura.
 
A exposição, que estará patente no corredor coberto, no piso 1 do AlgarveShopping, reúne os trabalhos desenvolvidos pelos alunos daquela instituição, entre maquetes e projetos artísticos, numa iniciativa que promove o reconhecimento e a envolvência dos alunos e do Ensino Superior na comunidade.
 
O ISMAT localiza-se no centro histórico de Portimão e possui uma acentuada vertente prática, um corpo docente especializado e amplas instalações equipadas com os mais modernos recursos pedagógicos-didáticos. Disponibiliza cursos em diversas áreas profissionais, nomeadamente Gestão do Turismo, Psicologia, Gestão de Empresas, Design de Comunicação e Direito.
 
Esta exposição no AlgarveShopping visa dinamizar o Centro, oferecendo aos algarvios a oportunidade de apreciarem as obras desenvolvidas pelos estudantes locais que se encontram em formação para o seu futuro profissional.
 
LIFT
ExpoAlgarveShoppig
 
 
 

«Faz do verde a tua bandeira» é o mote que dá vida à nova parceria estabelecida entre a Altice Portugal, através do MEO, e a Associação Bandeira Azul da Europa. A Bandeira Verde identifica e reconhece as boas práticas de sustentabilidade dos territórios em Portugal. Desafia as entidades governamentais e a população em geral a projetar a construção de um futuro melhor.

Num projeto único em Portugal, a Altice Portugal e a ABAE unem-se agora para a promoção de um movimento que visa galardoar anualmente os municípios e bienalmente as freguesias com as melhores práticas de sustentabilidade. É um conceito agregador que distingue os municípios (ECOXXI) e as freguesias (Eco-Freguesias XXI), que querem ser parte integrante deste movimento de mudança e por isso mesmo cumprem um conjunto de critérios de sustentabilidade.

Para o Presidente Executivo da Altice Portugal, «Esta parceira com a Associação Bandeira Azul faz todo o sentido, porque partilham connosco este ADN da proximidade ao território. Este projeto da Bandeira Verde tem o estímulo para o desenvolvimento do território e para a fixação da população, e penso que este poderá ser um selo importante para que regiões do nosso País possam lutar pela competitividade na fixação das pessoas».

José Archer, Presidente da ABAE, partilha que «esta parceria irá seguramente permitir termos meios para trabalhar mais a fundo os nossos territórios, com o objetivo de se prosseguir com um desenvolvimento mais sustentável, melhores condições e maior bemestar para quem vive em qualquer canto do nosso País».

O programa Bandeira Verde ECOXXI pretende reconhecer os municípios portugueses com políticas e ações em torno de 21 indicadores e mais de 65 subindicadores de sustentabilidade. Os municípios que queiram candidatar-se devem submeter a candidatura até 30 de setembro.

No que respeita ao programa dedicado às freguesias, Bandeira Verde Eco-Freguesias XXI, o mesmo propõe-se a incrementar a sustentabilidade e nível local, valorizando os processos de cidadania participativa e reconhecendo as freguesias que oferecem melhor qualidade de vida aos seus habitantes. As candidaturas encerram a 15 de janeiro de 2021.

A Bandeira verde simboliza o triunfo do planeta e distingue territórios onde a sustentabilidade coabita lado a lado com os cidadãos e empresas, em cada ação, e onde ninguém deixa o futuro para amanhã.

O envolvimento neste projeto reforça uma vez mais o posicionamento do MEO enquanto marca de causas, e da Altice Portugal, enquanto uma das empresas que mais tem contribuído para o progresso social e económico do nosso País, apostando também em projetos relacionados com a Sustentabilidade, de que são exemplo um conjunto de iniciativas entre as quais se destaca a criação do Comité de Sustentabilidade da Empresa.

AlticeBandeiraVerde2BandeiraVerde3

  • Alunos do ensino profissional e artístico dispõem, a partir do próximo ano letivo, de uma nova via de ingresso no ensino superior.

O Instituto Piaget abriu vagas específicas em todas as licenciaturas dos seus vários polos universitários, de norte a sul do país, para o concurso especial de acesso ao ensino superior destinado aos estudantes que concluíram o ensino secundário através da via profissionalizante ou de um curso artístico especializado.

As condições de acesso a este concurso especial foram recentemente aprovadas pelo Governo que pretende por esta via alargar a base social de ingresso no ensino superior, valorizando a especificidade e identidade do ensino profissional. 

O propósito é garantir igualdade de oportunidades entre os candidatos ao ensino superior, uma vez que até agora os estudantes oriundos das vias profissionalizantes estavam sujeitos à realização dos exames nacionais que avaliam matérias que não integram os currículos dos seus cursos. Os candidatos que se inscreverem no novo concurso estarão sujeitos a uma prova de acesso que avaliará os conhecimentos e competências consideradas indispensáveis para ingressar na licenciatura a que se candidatam.

“Este concurso especial permitirá que o sistema de acesso ao ensino superior se adapte à diversidade de trajetórias dos estudantes provenientes do ensino secundário, sendo, por isso, um importante passo em frente na convergência com o sistema educativo europeu”, afirma Rui Tomás, secretário-geral do Instituto Piaget. 

E o responsável académico acrescenta: “Acabar com a desigualdade entre os estudantes que concluem o nível secundário na via científico-humanística e nas vias profissionalizantes contribuirá certamente para aumentar a qualificação dos nossos jovens, tão importante na atual sociedade do conhecimento”. 

Com a criação do novo concurso especial e abertura destas vagas, estima-se que a percentagem de estudantes do ensino profissional que prosseguirão estudos no ensino superior possa atingir os 40%, mais do que duplicando o número atual.

No caso do Instituto Piaget, os candidatos elegíveis para o novo concurso têm à sua escolha as licenciaturas de Acupunctura (lecionada no campus de Vila Nova de Gaia); Educação Básica; Educação Física e Desporto; Educação Social (estas três últimas lecionadas em Almada); Enfermagem (lecionada nos polos de Silves, V. N. Gaia e Viseu); Engenharia Informática (no campus de Almada); Fisioterapia (nos campi de Silves, V. N. Gaia e Viseu); Gestão (em Almada); Osteopatia (em Silves e V. N. Gaia); e Psicologia (lecionada nos polos de Almada e Viseu).

A primeira fase das inscrições decorre até 16 de julho, estando a realização das provas de acesso marcadas para 20 a 31 de julho, com afixação dos resultados a 7 de agosto. A segunda fase de inscrições prolonga-se entre 17 de julho e 17 de setembro, sendo as provas realizadas entre 21 e 25 de setembro.

BIGVagasPiaget2

Recuperação Económica e Social da UE – O primeiro-ministro António Costa reuniu-se (ontem, dia 13) com o primeiro-ministro holandês, para preparar cimeira de quinta e sexta-feira, durante a qual os 27 vão negociar o plano de recuperação económica e social da UE face à crise provocada pela COVID’19. A Holanda é um dos países com posições mais antagonistas face às de Portugal. Consulte o Site AHRESP.

Horário dos postos de combustível e do comércio nas áreas de serviço – Os postos de abastecimento de combustíveis e os estabelecimentos de comércio a retalho, situados nas áreas de serviço da AML, podem encerrar às 22 horas, sempre que o respetivo horário de funcionamento o permita. Ficam assim dispensados de encerrar às 20 horas, sendo que a venda de bebidas alcoólicas só é permitida até essa hora. Os postos de abastecimento de combustíveis podem manter-se em funcionamento para além das 22 horas, mas apenas para efeito de venda ao público de combustíveis e abastecimento de veículos. Consulte o Site AHRESP.

Pacotes para os Açores – A secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo afirmou que o Executivo açoriano está a trabalhar com a Associação de Turismo dos Açores e com operadores nacionais, no sentido de serem disponibilizados pacotes turísticos que permitam aumentar os fluxos de portugueses para a região. No campo da promoção do turismo de açorianos no próprio arquipélago, o Governo regional lançou a campanha ‘Viver os Açores’ que, em três semanas, já conta com 3.300 inscrições. Consulte o Site AHRESP.

Regulamento Municipal para apoiar AL em Ponta Delgada - Ponta Delgada dispõe de um novo Regulamento Municipal de Apoio ao Arrendamento Urbano Habitacional e à Prestação de Serviços de Habitação Temporária. O novo regulamento servirá também para mitigar o efeito e as consequências negativas da pandemia no setor do alojamento local, na medida em que foi criada a possibilidade de os empresários colocarem os seus imóveis para arrendamento sob a figura jurídica de prestação de serviços de habitação temporária. Consulte o Site AHRESP.

Madeira proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em espaços ao ar livre - O Governo Regional da Madeira aprovou uma resolução que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em espaços ao ar livre, de acesso público e vias públicas, com exceção das esplanadas dos estabelecimentos de restauração e bebidas, devidamente licenciados para o efeito. Mais determinou que, todos os estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços, incluindo os que se encontrem em conjuntos comerciais, estabelecimentos de restauração, de bebidas e similares, com ou sem pista de dança, bem como todos os espaços de animação noturna, têm encerramento obrigatório às 02h00. Para mais informações consulte aqui a resolução. Consulte o Site AHRESP.

Medidas

AHRESP defende aplicação de moratória de rendas a todos os estabelecimentos de alojamento turístico e de restauração e bebidas - Não obstante a AHRESP continuar a defender a isenção parcial do pagamento de rendas, entende que o regime de moratória em vigor, bem como os que foram entretanto aprovados, deverão abranger todos os estabelecimentos de alojamento turístico e de restauração e bebidas, encerrados por força de lei, por ausência de reservas ou limitados por imposição legal na sua capacidade, independentemente, do tipo de contrato que titula a utilização dos espaços.

Aplicação da taxa reduzida de IVA - A AHRESP defende a urgente aplicação da taxa reduzida de IVA nos serviços de alimentação e bebidas até 30 de junho de 2021, como forma de apoio à capitalização das nossas empresas. Esta medida acaba de ser implementada no Reino Unido, com a redução da taxa do IVA de 20% para 5%, como forma de estimular a recuperação económica pós-pandemia covid-19. A aplicação da taxa reduzida a estes serviços tem sido aprovada por vários países como Alemanha, Grécia, Áustria, Noruega, Bulgária, entre outros. 

AHRESPAHRESP

A Direção-Geral de Saúde e a Movijovem apresentam esta terça (14) às 12h, na Pousada de Juventude de Santa Cruz, em Torres Vedras, o selo Pousada de Juventude Segura. Com este selo, a DGS valida a operação das Pousadas de Juventude geridas pela Movijovem, um passo que é considerado pela direção desta cooperativa, liderada por Nuno Coelho Chaves, “um garante de confiança e segurança para todos os hóspedes, parceiros e trabalhadores”.

Todas as 42 Pousadas de Juventude em Portugal Continental receberão este dístico, naquela que é a primeira iniciativa no âmbito de uma cooperação alargada entre as autoridades sanitárias e esta entidade tutelada pelo Ministério da Educação.

No evento de lançamento deste selo marcarão presença o Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo e o Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes.

Futuramente, esta colaboração continuará ativa e presente através da assinatura de um protocolo de cooperação entre as duas organizações, que prevê o uso das Pousadas de Juventude como espaços de promoção da saúde, a dinamização do Programa Cartão Jovem como instrumento de comunicação de práticas e estilos de vida saudável e o desenvolvimento conjunto de atividades de sensibilização neste âmbito.

MovijovemSeloPousadaSegura

Ciclo de conferências online é promovido pela Universidade Católica Portuguesa, no Porto, e pela Escola do Porto da Faculdade de Direito

O ciclo de conferências online “A União Europeia, os Estados Unidos e o Brasil em tempos de pandemia”, organizado pela Universidade Católica Portuguesa, no Porto, em conjunto com a Escola do Porto da Faculdade de Direito, está de regresso para a sua segunda sessão. A conferência, que se realiza a 23 de julho, às 18h30, tem como tema central “O Brasil: da crise da pandemia” e conta com a intervenção de Pedro Dallari, professor de Direito Internacional do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (Brasil), para debater o impacto social, económico e político desta crise no país.

Álvaro Vasconcelos, fundador do Fórum DEMOS, tem a seu cargo a moderação da sessão, que conta, também, com a presença de Isabel Braga da Cruz – presidente do Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa –, que será responsável pelo momento de abertura da conferência. Recorde-se que a iniciativa pretende, paralelamente, debater um modelo de saída da crise capaz de dar resposta às consequências sociais por ela impostas, reforçando, naturalmente, a cooperação internacional.  A conferência, bem como todas as que integram este ciclo, é gratuita, mas carece de inscrição prévia. Mais informações disponíveis aqui.

Última sessão antevê o impacto da pandemia nas eleições americanas

Refira-se que o ciclo de conferências – que se destaca pela análise transversal e atual que oferece – já examinou, com a participação de Durão Barroso, o alcance do impacto da pandemia a nível europeu. Já a terceira e última sessão, agendada para 17 de setembro, e nas vésperas das eleições norte-americanas, terá a intervenção de Miguel Monjardino, professor do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa e colunista do Expresso, e moderação de Francisco Jaime Quesado, economista e gestor. Destaque-se, ainda, que, em todas as sessões, os participantes podem colocar perguntas por chat, que serão feitas ao orador no final. Mais informações disponíveis aqui.

Central InformaçãoConferenciaCatolicaPorto

Foi com profunda tristeza que tomei conhecimento do falecimento da Cabo Vânia Martins, na sequência do grave acidente ocorrido no cumprimento da sua missão, numa patrulha do Destacamento de Trânsito da GNR de Santarém.

Em nome do Governo, transmito um voto de pesar e de solidariedade aos familiares, amigos e a todos os militares da Guarda Nacional Republicana.

Eduardo Cabrita

Ministro da Administração InternaEduardoCabritaMAI

A Eurocidade do Guadiana, por meio do seu projeto EuroGuadiana 2020, trabalha para melhorar a governança e a coordenação entre os três municípios que a compõem (Ayamonte, Castro Marim e Vila Real de Santo António). A entidade de cooperação transfronteiriça visa oferecer uma gestão coordenada para melhorar os serviços aos cidadãos dos três municípios e oferecê-los através de um cartão electrónico.

A oferta de recursos públicos e privados está a ser mapeada e organizada em guias de serviços que incluem todo o território da Eurocidade: instalações desportivas, bibliotecas, centros de saúde, centros comerciais e de lazer, transportes, etc. O cartão visa facilitar o acesso a esses serviços e apoiar eventos culturais como poderia ser uma rota além-fronteiras. 

Na versão anterior, o cartão do Eurocidadão era físico e com ele foram aplicados descontos em estabelecimentos comerciais e de lazer e também na grande parte da oferta de saúde existente nos três municípios. A versão atualizada do cartão será digital e será associada a uma aplicação móvel APP, que também poderá oferecer alguns dos serviços a pessoas não residentes ou em trânsito.

Através da participação da Eurocidade do Guadiana em redes de cooperação como a RIET, a Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças, foi detectada que a implementação de propostas semelhantes ao cartão de Eurocidadão está a ser trabalhada em paralelo em várias Eurocidades, por isso a Eurocidade do Guadiana está a trabalhar em coordenação com elas para que soluções mais completas possam ser oferecidas de forma conjunta. 

Entre as propostas da Eurocidade do Guadiana está a que os cartões de eurocidadão possam facilitar a mobilidade transfronteiriça em caso de  clausura ou fecho da fronteira, devido ao COVID-19 ou a outras eventualidades que possam ocorrer no futuro.

Como Laboratório Europeu de Governança Transfronteiriça, EuroGuadiana 2020, continua a trabalhar para oferecer soluções para problemas comuns da população dos três municípios, bem como para contribuir para o desenvolvimento conjunto, de modo que juntos os três municípios sejam mais fortes.

YMS AyamonteEurocidadeAyamonte

Na semana em que as fronteiras entre Portugal e Espanha estão novamente abertas, as Pousadas de Juventude e Albergues Juveniles juntaram-se para oferecer 50 packs de alojamento num passatempo de verão.

O giveaway acontece nas páginas de Facebook e Instagram das duas organizações e permitirá que os utilizadores tenham acesso a duas noites, para duas pessoas, com direito a alojamento e pequeno-almoço.

Esta oferta estará disponível em qualquer uma das Pousadas geridas pela Movijovem e pela Rede Espanhola de Albergues Juvenis, sendo que destes 50 packs, 25 poderão ser utilizados em Portugal e 25 em Espanha. As duas organizações de turismo juvenil têm unidades presentes em todo o território dos dois países.

O passatempo já está a decorrer nas páginas de Facebook e Instagram das Pousadas de Juventude, sendo que, para vencer, os utilizadores terão de responder a uma pergunta semanal, identificar um amigo nos comentários e seguir as Pousadas de Juventude e os Albergues Juveniles em ambas as redes sociais.

O regulamento do concurso pode ser consultado em:

PousadaJuventudeMovijovem
 
 

 

A partir de 1 de julho, com a abertura da fronteira entre Espanha e Portugal, os residentes e visitantes da Eurocidade do Guadiana poderão retomar suas atividades transfronteiriças, respeitando as medidas de segurança e o distanciamento social.

Desde que a fronteira entre os dois países que compõem a Eurocidade do Guadiana foi encerrada em 16 de março, os moradores dos municípios que a compõem, Ayamonte no lado espanhol e Castro Marim e Vila Real de Santo António no lado português, viram reduzido o território em que tradicionalmente exercem suas atividades sociais, comerciais ou de lazer. Além do forte impacto sobre a economia, devido ao fato de que o comércio e os serviços dessas localidades serem principalmente nutridos pela transferência entre municípios, a vida social e familiar dos seus habitantes também teve um impasse sem precedentes nos últimos 120 anos.

Para comemorar a abertura das fronteiras, a presidente da Eurocidade do Guadiana e presidente do município de Ayamonte, Natalia Santos, juntamente com os presidentes das Câmaras de Castro Marim e Vila Real de Santo António, Francisco Amaral e Conceição Cabrita, irão reunir-se no Posto de Turismo da Ponte Internacional de Guadiana às 12:00 horas (hora portuguesa), num acto organizado pela AMAL, a Comunidade Intermunicipal do Algarve.

"Portugal é muito importante para nós em todos os sentidos, especialmente para a economia. Ayamonte é um município fronteiriço que tem como principal fonte de rendimento o comércio e o turismo, portanto, a abertura da fronteira é essencial para a economia local, no entanto, não podemos esquecer de manter todas as precauções e medidas de segurança para continuar lutando contra a pandemia ", disse Natália Santos.

Luis Romão, diretor da Eurocidade do Guadiana, acrescentou: "Para os portugueses, a abertura da fronteira é basicamente um retorno à normalidade. Além da parte económica, a convivência com Espanha faz parte da nossa cultura, das nossas tradições e da nossa identidade, sentimos falta dos cheiros, sons e sabores da Espanha".

A fronteira terrestre da Eurocidade do Guadiana será aberta amanhã, dia 1 de julho, embora o transporte fluvial entre os municípios de Ayamonte e Vila Real de Santo António ainda irá continuar interrompido devido a atrasos administrativos causados pela crise sanitária e espera-se que seja retomado nos próximos dias.

YMC AyamontePonteGuadianaEurocidadeEurocidadeGuadiana

Ferramentas para alcançar o bem-estar e a tranquilidade, no novo encontro INTREPIDA da Fundación Tres Culturas del Mediterráneo. A empreendedora Pilar Ariza explicará como melhorar os estados de atenção e de relaxamento através de mindfulness (atenção plena).

A Fundação Tres Culturas del Mediterráneo continua durante o mês de julho com os seus encontros INTREPIDA online, para divulgar o trabalho de empresárias andaluzas e portuguesas. 

O próximo dia 8 de julho é a vez do bem-estar e da tranquilidade, graças ao encontro com Pilar Ariza, fundadora da Mindfulness Sevilla, que compartilhará com os participantes neste novo encontro algumas das ferramentas para cultivar a ligação com o momento presente e com a vida, permitindo assim aceder a estados de maior atenção, bem-estar e tranquilidade. 

Vivemos tempos de constante incerteza que causam stress e falta de concentração, problemas que se agravaram para muitas pessoas pela crise de saúde e em todos os níveis, causados pelo COVID-19 e pelas mudanças vitais às quais fomos submetidos em consequência.

Além disso, há cada vez mais elementos que distraem, exigem energia e atenção e reduzem a capacidade de concentração no trabalho, nas relações pessoais ou no desenvolvimento de um planeamento de tempo e de esforço que nos ajude a otimizar esses recursos com base em necessidades reais. Tudo isso pode provocar com alguma frequência e em qualquer pessoa, um sentimento de desânimo, deceção e frustração, por não conseguir alcançar os objetivos propostos ou por se perder o sentido da vida. 

Pilar Ariza com a sua empresa, desenvolve o seu trabalho em Mindfulness, ajudando a alcançar uma ligação maior com o que estamos fazendo no momento presente, através do treino da atenção, o relaxamento e outras habilidades que já existem em nós e que podemos potenciar. Além disso, é especializada na redução do stress por meio de métodos praticados há muito tempo no campo da medicina e da educação, entre outros.

Este encontro INTREPIDA, que pode ser seguido desde a sua casa e que se vai realizar no próximo dia 8 de julho, a partir das 19:00, (espanholas menos 1 hora em Portugal), é destinado a quem deseje melhorar qualquer aspeto da sua vida ou a sua maneira de enfrentar os problemas e será de especial interesse para todos aqueles empreendedores que diariamente encontram inúmeros obstáculos para conciliar a vida profissional e pessoal, calmamente. 

O acesso é grátis e a inscrição faz-se através deste link ou no site da Fundación Tres Culturas del Mediterráneo. Após a apresentação, haverá a possibilidade de diálogo e de resposta às dúvidas que surjam.

https://zoom.us/meeting/register/tJIpd-6trzopGNTBQbgFmYk5JqC7MYIwhqzs

Mais informação sobre Mindfulness Sevilla e a sua fundadora, Pilar Ariza: https://www.mindfulnesssevilla.es/

A Fundación Tres Culturas del Mediterráneo é a principal beneficiária do projeto INTREPIDA plus, juntamente com os seguintes parceiros de Espanha e Portugal: Diputación de Huelva, Mancomunidad Desarrollo Condado de Huelva, Núcleo de Empresários da Região de Portalegre (NERPOR) e do Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE). O projeto INTREPIDA plus tem financiamento europeu do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP).

Tres CulturasPilarArizaIntrepida

A Eurocidade do Guadiana, composta por Ayamonte, no lado espanhol, Castro Marim e Vila Real de Santo Antônio, no lado português, promoverá o conhecimento e o desfrute dos valores culturais comuns através da musealização de todo o seu território.

A ação Território Museu é talvez uma das mais impressionantes dentre as partes do projeto EuroGuadiana 2020. O objetivo inicial era reunir a oferta cultural e de lazer dos três municípios e incentivar a rotatividade entre municípios de moradores e visitantes.

O trabalho anterior consistiu em coordenar os quadros municipais de cultura, património e turismo e os responsáveis ​​pela governança, as autoridades, para definir quais elementos devem ser destacados em cada uma das populações.

Nas palavras de Raquel Moura, responsável técnica da área de Juventude e Educação do Município de Ayamonte, “o Território Museu é um contentor virtual onde serão englobados os principais valores culturais e patrimoniais dos três municípios, articulados por diferentes eixos orientadores. O projeto incluirá património móvel: edifícios históricos ou igrejas; património cultural imaterial como usos e costumes, tradições ou gastronomia; e património natural, como zonas úmidas, flora e fauna. Esses eixos promoverão o consumo de experiências culturais, para residentes e turistas, e o conhecimento de valores culturais comuns ”.

“Este território, que se organiza na desembocadura do Guadiana, mantém uma história comum, fazendo com que se apresente uma interessante diversidade dentro desta unidade que o constitui. É preciso pensar na produção de um discurso museográfico que ligue essas diversas realidades que pretendem interpretar e valorizar ”, acrescentou Miguel Godinho, Técnico Superior de Património Cultural na Câmara Municipal de Vila Real de Santo António. 

O caminho para a criação do Território Museu está atualmente na fase de seleção da empresa que realizará o primeiro trabalho: o estudo museográfico. Este estudo definirá porquê e como serão a programação cultural e os itinerários do museu, para garantir que seja atraente no conjunto da sua oferta, que seja diferente do que existe em outros lugares, e que também seja uma senha de identidade do território.

Em suma, o Território Museu da Eurocidade do Guadiana pretende ser não apenas um instrumento de coesão e um símbolo de nossa identidade compartilhada, mas também procura criar uma realidade tangível para que residentes e visitantes possam reconhecer o território das três populações desde aquela visão conjunta que a história moldou nos últimos três mil anos.

O Território Museu é uma ação incluída no projeto Euroguadiana 2020: Laboratório Europeu de Governança Transfronteiriça, co-financiado pelos Fundos Feder da União Europeia através do programa Interreg-VA.

InterregTerritorioMuseuEurocidade

Portugal e Espanha vão manter, até ao dia 30 de junho, o controlo de pessoas nas fronteiras entre os dois países, no âmbito das medidas de combate à pandemia da doença COVID-19.

A decisão de manter esta reposição de controlo nas fronteiras, a título excecional e temporário, foi concertada entre o Governo da República Portuguesa e o Governo do Reino de Espanha, e resulta da avaliação da situação epidemiológica na União Europeia, atendendo igualmente às medidas propostas pela Comissão Europeia.

Aos Pontos de Passagem Autorizados (PPA) já previstos anteriormente, Portugal e Espanha acordaram a abertura de mais quatro, nos dias úteis, entre as 7h00 e as 21h00:

- Melgaço, Lugar do Peso, km 19,800, EN 202;

- Monção, Avenida da Galiza, km 15,300, EN 101;

- Miranda do Douro, km 86,990, EN 218;

- Vila Nova de Cerveira, km 104,500, EN 13.

Estes quatro novos Pontos de Passagem Autorizados juntam-se a Valença, Vila Verde da Raia, Quintanilha, Vilar Formoso, Termas de Monfortinho, Marvão, Caia, Vila Verde de Ficalho e Castro Marim, que funcionam em permanência.

Para além destes PPA, já tinham sido autorizados recentemente os PPA de Mourão (que funciona nos dias úteis, das 07h00 às 09h00 e das 18h00 horas às 20h00), de Rio de Onor (às quartas-feiras e aos sábados, das 10h00 às 12h00), de Tourém (às segundas-feiras e às quintas-feiras, das 6h00 às 8h00 e das 17h00 às 19h00) e de Barrancos (às segundas-feiras e às quintas-feiras, das 6h00 às 8h00 e das 17h00 às 19h00).

O acordo mantém suspensos todos os voos com origem ou destino para Espanha, com exceção das aeronaves do Estado, das Forças Armadas, das que integram o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais, bem como voos para transporte de carga e correio, voos de caráter humanitário ou de emergência médica.  Passa a ser autorizada a entrada de passageiros oriundos de países europeus não pertencentes ao Espaço Schengen, exceto quando em trânsito para outros países onde não têm liberdade de circulação .

Mantém-se igualmente suspensa a circulação ferroviária, exceto para o transporte de mercadorias, e o transporte fluvial entre os dois países. Passa, no entanto, a ser possível a atracagem de embarcações de recreio e o desembarque de pessoas.

Mantém-se também proibida a circulação rodoviária, independentemente do tipo de veículo, com as seguintes exceções:

- Direito de entrada dos cidadãos nacionais e dos titulares de autorização de residência nos respetivos países;

- Circulação do pessoal diplomático, das Forças Armadas, das Forças e Serviços de Segurança, profissionais de saúde e socorro, do pessoal afeto ao Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais;

- Circulação para efeitos de reunião familiar;

- Acesso a unidades de saúde, nos termos de acordos bilaterais relativos à prestação de cuidados de saúde;

- Direito de saída dos cidadãos residentes noutro país;

- Direito de entrada e de saída do território nacional dos trabalhadores sazonais com relação laboral comprovada documentalmente.

Tal como nos períodos anteriores em que foi reposto o controlo da fronteira interna, esta decisão de prorrogação é reavaliada a cada 10 dias.

MAIAdministracaoInterna

O atleta João Paulo Félix irá completar mais um desafio e correr pela segunda vez a Estrada Nacional N2. Com uma vertente solidária e sob o lema “eu corro contra a violência doméstica”, a prova, que é também uma homenagem a todos os profissionais de saúde, tem início em Faro, na próxima quarta-feira, às 09:15, na “Rotunda do km 738”, rumo a Chaves pela Estrada Nacional 2. Seguidamente, João Félix irá rumar ao Porto e irá descer pelo país, passando pela Figueira da Foz e Sintra e terminará a corrida em Lisboa, dia 8 de agosto, frente ao Monumento dos Descobrimentos.

O percurso, de 1250 km, será feito ao longo de 25 etapas, numa média de 50 quilómetros por dia.

Recorde-se que João Paulo Félix, natural de Salvaterra de Magos e sociólogo de profissão, completou em 2017 o “Desafio da Estrada Nacional N2 a Correr: Chaves-Faro”, num percurso de 739,260 km, durante 14 etapas. Correu, em média, 52 km por dia, em autonomia, sob as altas temperaturas do mês de agosto. Foi o primeiro e único atleta a correr a Estrada nacional N2, a terceira maior estrada do mundo e a maior da Europa.

Dos vários desafios de João Félix, destacam-se, entre outros, a “1.ª Volta ao Ribatejo a Correr” (328 km), a prova “Porto-Lisboa a Correr: da Foz do Douro à Foz do Tejo” (360 km), a prova “Tróia-Sagres a Correr” (224 km) e o “desafio N2 de Brompton”, durante o qual pedalou 739,260 km numa bicicleta dobrável roda 16.

A “Volta a Portugal a Correr” tem o apoio logístico do Município de Faro e contará com a presença do vereador Carlos Baía, em representação do presidente da Câmara Municipal de Faro, no momento da partida em Faro.

Mun de FaroJoaoFelix

Os Castores do Arade regressaram às grandes competições nacionais, no dia 11 de julho, no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, no Campeonato Nacional de Esperanças de Canoagem, onde conseguiram conquistar o 7º lugar coletivo entre 40 clubes nacionais em competição.

O Nacional de Esperanças é uma competição dedicada aos escalões mais jovens da canoagem, de idade compreendidas entre os 9 e os 16 anos de idade. Entraram em competição mais de 400 atletas em representação de 40 clubes nacionais de norte a sul do país. 

As provas de K1 Iniciados masculinos e femininos têm a distância de dois quilómetros, uma volta. Quanto às provas de K1 Infantis masculinos e femininos os atletas percorrem duas voltas no total de quatro quilómetros. Na competição de K1 Cadetes masculinos e femininos, os canoístas cumprem seis quilómetros distribuídos por três voltas.

Fazendo-se representar por uma equipa de apenas 18 atletas, os Castores conseguiram várias classificações individuais no top-10, destacando-se a medalha de 2º lugar conquistada por Iara Bebiano em K1 (kayak individual) infantil feminino “A” e 6ª da classificação geral. Realce ainda para as classificações entre os 10 primeiros com Ianis Bebiano a alcançar o 5º lugar em K1 iniciado, Clélia Santos também em 5º lugar em K1 iniciado feminino, Rúben Luís em 8º K1 infantil, Filipe Libório também em 8º em K1 cadete e muito próxima do top-10, Leonor Ramos, terminou em 11º lugar em K1 infantil feminino.

FORTES MEDIDAS DE SEGURANÇA 

Marcado por rigorosas medidas de segurança, devido à pandemia de COVID-19, o Centro de Alto Rendimento viu serem atribuídos apenas os títulos em embarcações individuais (K1 e C1), uma vez que dada a distância de segurança determinada pela Direção-Geral de Saúde, não é possível a realização de provas em embarcações bilugares de K2 e C2. As regatas estavam também limitadas à participação de 65 atletas nacionais por escalão e 400 atletas no total. O número de inscritos ultrapassou em cerca de 200 atletas, o escalão de infantis com cerca de 150 atletas inscritos foi o mais prejudicado, 60% dos atletas não puderam participar na competição, o nosso atleta Filipe Busel teve de ficar fora da competição apesar de ser um dos infantis A com hipóteses de ficar nos primeiros lugares. A competição foi dividida em dois blocos de 200 atletas e com toda a higienização entre as competições. A Federação Portuguesa de Canoagem está de parabéns por permitir o regresso das competições neste momento difícil, a marcar a diferença, relativamente aos outros desportos que cancelaram a maioria das competições dos escalões de formação. 

ACESSOS LIMITADOS E TRANSMISSÃO EM DIRETO

A competição realizou-se à porta fechada, fruto das limitações impostas pela pandemia, só sendo permitida a entrada a agentes da canoagem no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho e a Federação Portuguesa de Canoagem disponibilizou a transmissão em direto da prova através do seu canal no youtube, permitindo que os adeptos da modalidade e os familiares e amigos dos jovens atletas pudessem acompanhar a competição à distância.

Classificações completas:

K1 Infantil feminino – 65 atletas em prova

6º Iara Bebiano (2º sub-categoria “A”)

11º Leonor Ramos 

18º Íris Rietkerk (8º sub-categoria “A”)

19º Isabella Wilkinson

24º Maria Wilkinson

25º Inês Carapinha

39º Maria Costa 

K1 Cadete feminino – 39 atletas a competir

24º Inês Luís (no arranque virou a embarcação e recuperou 14 posições) 

K1 Infantil – 65 atletas a competir

8º Ruben Luís 

K1 Cadete – 65 atletas a competir

8º Filipe Libório 

16º Bernardo Verdades

20º Rodrigo Gabriel (atleta cadete de 1º ano)

K1 Iniciado – 65 atletas a competir

5º Ianis Bebiano

27º Dinis Carrasco

K1 iniciado feminino – 48 atletas a competir

5º Clélia Santos 

18º Leonor Silva de Matos

28º Júlia Luís

30º Lara Carapinha

KCCA
CanoagemIanisCanoagemIniciadasCanoagemPodioIaraCanoagemClelia

De segunda a sexta-feira, no "Sair a Jogar" não perca a presença de cinco internacionais que representaram Portugal no Euro 2016: Adrien, José Fonte, Vieirinha, Bruno Alves e Éder.

Sexta-feira, dia 10 de julho, reveja todos os jogos da Seleção desde os oitavos até à final: Croácia-Portugal às 9:10, Polónia-Portugal às 12:00, Portugal-País de Gales às 19:15 e a final Portugal-França às 23:15.

Também na sexta-feira, às 22:00, assista ao Futebol Total Especial, dedicado à noite mágica de Paris: 4 anos depois, os campeões da Europa vão estar juntos de novo, no Canal 11, para lembrar esta noite de sonho!

VEJA AQUI A PROGRAMAÇÃO

 Canal11
FutebolCanal11

No passado dia 2 de julho foi assinado um protocolo de parceria entre o São Pedro F.C.F. e o C.F. “Os Bonjoaneneses” Faro. Considerando a importância das parcerias no tecido associativo, nomeadamente, no associativismo desportivo, os dois clubes da cidade de Faro, pretendem com este protocolo estabelecer condições para a transição vertical de atletas que praticam futsal na cidade.

O protocolo, que é a conjugação de sinergias e uma simbiose entre os dois projetos desportivos, é válido por três anos, focado na formação de atletas e pressupõe, concretamente, que os jovens que iniciam o seu percurso desportivo no São Pedro Futsal possam transitar para o escalão de juniores e, consequentemente, de seniores do C.F. “Os Bonjoanenses” Faro.

A assinatura deste protocolo foi feita no IPDJ com a presença do Diretor Regional deste organismo, Custódio Moreno, com o Vice-Presidente e Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Faro, Paulo Santos, com o Presidente da União de Freguesias de Faro, Bruno Lage, e com o Responsável pelo Futsal da Associação de Futebol do Algarve, João Pedro. Todos foram unânimes quanto ao momento histórico presenciado, visto que a conjugação de sinergias em prol dos atletas deve ser o objetivo maior dos clubes desportivos. O dirigente máximo do desporto no Algarve, Custódio Moreno, fez mesmo referência ao momento como “histórico para a cidade, região, país e mesmo internacional e hoje devemos todos orgulhar-nos do que está aqui a acontecer, pois revela uma grande visão estratégica destes dois clubes que aqui estão”.

Na apresentação do protocolo, os presidentes dos clubes referiram a importância desta parceria. A Presidente do São Pedro F.C.F., Claúdia Castanheira, começou por apresentar os moldes em que o protocolo foi definido, referindo que "é com muito orgulho que assinámos este protocolo com “Os Bonjoanenses” garantindo, assim, aos nossos atletas uma continuidade na modalidade pois, quando transitam para o escalão de Juniores, passam para um clube com valores muito semelhantes aos nossos. É sem dúvida uma mais valia para os atletas e para a modalidade.” Para António Canário, Presidente do C.F “Os Bonjoanenses” Faro, “este protocolo reveste-se de crucial importância para o nosso clube que está, cada vez mais, focado na formação dos jovens e que pretende ganhar cada vez mais músculo e elevação desportiva nesta modalidade. O São Pedro Futsal é um clube assente em valores semelhantes ao C.F. “Os Bonjoaneneses” Faro e, desta forma, esta cooperação dá continuidade ao projeto sustentado e dinâmico do nosso clube na modalidade de futsal”.

Para além das entidades oficiais estiveram presentes atletas, treinadores, sócios e dirigentes dos dois clubes, tendo sido respeitadas todas as normas da DGS.

CF Os BonjoanensesProtocoloFutsalFaro1

No âmbito do Programa de Apoio ao Desporto (PAD) para a época 2019/20, a Câmara Municipal de Lagos decidiu reforçar em 59.769,50€ os apoios a atribuir às entidades desportivas locais. A verba destina-se à comparticipação da organização de eventos desportivos (Medida 3 do PAD), a projetos inovadores desenvolvidos com a comunidade (Medida 4) e ao Patrocínio Desportivo (Medida 1).

Os beneficiários são: o Clube de Ténis de Mesa de Lagos (pela organização dos eventos Taça de Portugal e Campeonato Nacional Individual em Infantis Seniores Femininos e pela dinamização do projeto “Polybat”, destinado a crianças com necessidades específicas); o Andebol Clube Costa Doiro (pelo seu projeto “Andebol de Rua” dinamizado, de setembro a março deste ano letivo, junto das crianças do 1.º Ciclo de Ensino Básico); e o Clube de Futebol Esperança de Lagos (a título de apoio à participação e manutenção da sua equipa sénior no Campeonato de Portugal – Série D).

Na mesma reunião, do passado dia 17/06, a autarquia decidiu também manter, relativamente a algumas medidas, e reforçar, no caso de outras, os apoios à componente da formação desportiva anteriormente aprovados para a época em curso, designadamente: a comparticipação das mensalidades dos atletas beneficiários de escalão A e B; a compensação financeira para os coordenadores técnicos das várias modalidades/clubes; a comparticipação da formação técnica, da aquisição de material de desgaste, das despesas de ordem associativa e reparação de viaturas; e a comparticipação de todas as despesas de preparação de eventos que, apesar de cancelados devido à pandemia, representaram encargos para os clubes.

SC da CM LagosCamaraMunLagos1

Tiago Dias e a sua equipa regressaram ao Autódromo Internacional do Algarve oito anos depois da sua última participação em Superbike, no sempre espectacular traçado localizado no sul do país, para a realização da segunda prova do Campeonato Nacional de Velocidade 2020. Um regresso carregado de emoção e sentimentos, mas que nem sempre foi fácil para a estrutura da Parede, que efectuou um grande trabalho nos acertos da Yamaha R1 de Dias, até ao momento da queda na sessão de qualificação, que viria a alterar o rumo do fim-de-semana.
 
As consequências da mesma ditaram sérios danos na moto do Team Dias SBK, com a equipa a ser colocada à prova para rever e recuperar todos os componentes da moto, para que Tiago tivesse a chance de alinhar nas restantes sessões do evento. Um obstáculo ultrapassado, apesar de relegar piloto e equipa para a última posição da grelha de partida. Os problemas técnicos viriam a persistir, obrigando o número #55 a regressar às boxes ainda antes de alinhar na grelha de partida, comprometendo a primeira corrida. Após rápida intervenção do técnicos - e embora as voltas da corrida começassem a contar - Tiago regressou à pista com o problema definitivamente resolvido.
 
A causa, um rolamento defeituoso no trem dianteiro da R1, que causava oscilação, comprometendo a travagem da rápida Superbike. Mesmo depois de ser trocado todo o sistema de travagem, estava finalmente encontrada a explicação dos problemas, para a estranha e aparatosa queda sofrida pelo piloto e das dores de cabeça sofridas por todos os membros da equipa. Domingo, após o 'warm up', Tiago estava finalmente confortável para enfrentar a segunda corrida.
 
Na segunda corrida, Dias não teve hipótese senão lutar contra o prejuízo, arrancando da última posição da grelha. O seu ritmo volta após volta viriam a ser determinantes no seu desempenho, recuperando várias posições até terminar na oitava posição. A sua prestação continua a ser pautada pela rápida re-adaptação à classe Superbike, revelando sempre bons tempos em pista e deixando antever nova evolução no regresso ao Circuito do Estoril, na terceira prova do CNV Moto 2020.
 
Tiago Dias #55
"Chegámos quinta-feira à noite para rodar no dia a seguir. Entrámos no fim-de-semana com a mesma atitude que no Estoril. Era um fim-de-semana de voltar a reconhecer e reviver muitas coisas, e ter muitas sensações da pista outra vez. Sexta-feira foi um dia complicado. A minha equipa, com um trabalho incansável, dedicou-se às suspensões e geometria da moto para que eu me sentisse mais confortável.
Ainda na sexta-feira, ao fim do dia, arriscámos uma configuração nova para sábado, que resultou e sempre com pneus usados. Sábado na sessão de qualificação colocámos pneus novos e ia tentar forçar um bocado para tentar realmente ver onde estávamos (tempos), mas infelizmente um defeito no rolamento da frente fez com que as minhas pinças recolhessem e ficasse sem travões e sofri uma queda um bocado aparatosa, que estragou um bocado a moto.
Mais uma vez e graças ao incansável trabalho da minha equipa - a quem tenho que agradecer muito - conseguimos ter a moto boa para a primeira corrida. Achávamos nós que estava tudo bem, depois de trocarmos o sistema de travagem completo. Quando arranquei para a grelha voltei a ficar sem travões nessa volta e voltei às boxes. Aí percebemos que o problema não era dos travões e identificámos que era o rolamento.
Ainda rodamos algumas voltas na primeira corrida e percebemos que o problema estava resolvido. Preparámos tudo então para domingo. Infelizmente ainda estava muito dorido mas partimos determinados em atacar. Arrancámos de último mas acho que fizemos uma corrida boa, conseguimos acabar a corrida e pontuar, apesar da minha condição física debilitada.
Foi um fim-de-semana incrível! Muito, muito, muito trabalhoso e muito cansativo. Mas eu tenho que agradecer a eles todos por todo o trabalho que tiveram; ao Duarte, ao Chico, ao Tocas e ao meu Pai. Também a todas as pessoas que nos ajudaram. Foi um fim-de-semana positivo mas muito trabalhoso. Obrigado à Shamir, DF Motorcycle Concept, Atelier da Moto, AG Racing, Enterprom e Fuchs Silkolene pelo apoio dado. Já estamos a preparar tudo para voltar ao Estoril em força!"

TiagoDiasPortimao

 

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB